Programa Founder Institute distingue sete novas startups em Cascais

O Founder Institute é uma rede global de iniciativas e mentores que ajudam os empreendedores a lançar empresas de tecnologia significativas e duradouras.

A maior aceleradora de startups a nível mundial, o Founder Institute Silicon Valley, ajudou à criação de oito novas startups, sete delas tecnológicas e que serão distinguidas no próximo dia 27 de março, segunda-feira, no Graduation Pitch Showcase, durante o Get in The Ring, em Cascais.

O Founder Institute (FI) é uma rede global de iniciativas e mentores que ajudam os empreendedores a lançar empresas de tecnologia significativas e duradouras. Os founders, como são conhecidos os participantes do programa, foram sujeitos a um treino intensivo de quatro meses, composto por variadas tarefas para a construção da sua empresa. Ao mesmo tempo, os participantes obtinham uma avaliação regular por parte de mentores de outras startups que pode consultar aqui.

Das 84 candidaturas, estas são as sete startups finalistas que irão ser distinguidas:

  1. NESTO: Plataforma que usa uma balança conectada por IoT ( Internet Of Things) por forma a melhorar a logística do gás engarrafado. (nesto.io)
  2. Eguru Delivery Service: Tecnológica que fornece uma solução crowdsourced de curta distância, com entregas em menos de 60 minutos. (www.eguru.pt)
  3. Fitstellar: Permite que os estúdios de Fitness e Yoga vendam os seus próprios produtos de marca sem terem de se preocupar com a conceção, produção, gestão de stocks ou envio. (www.fitstellar.com)
  4. Juristime: Solução automática de monitoramento de tempo desenhada para advogados que visa maximizar o tempo de faturação. (www.juristime.co)
  5. Printmo: Tecnológica que permite às Pequenas e Médias Empresas (PMEs) criarem e encomendarem embalagens e rótulos profissionais  em pequenas quantidades.(www.printmo.net)
  6. Chop Chop: Restaurante online que entrega refeições preparadas por um chef em casa ou no escritório. (www.chopchop.pt )
  7. Existe ainda uma empresa que ainda está em stealth mode (modo oculto) que deseja permanecer anónima.

O programa, que conta com a parceria da DNA Cascais, foi apoiado por algumas das principais organizações ligadas ao empreendedorismo, como os grupos de Alumni do IST, ISCTE e do Lisbon MBA Entrepreneurship Club. Startups como a Udemy, Realty Mogul, Itembase, Goplaceit, Appota, entre muitas outras, são algumas das graduadas pelo Founder Institute.

Em comunicado, Adeo Ressi, fundador e CEO do Founder Institute, sustenta que o FI “capacita os empreendedores para as melhores práticas de inovação de Silicon Valley, permitindo-lhes evitar erros causados pela inexperiência, de forma a que trabalhem intensamente e criem valor num curto espaço de tempo”. “Este é um modelo base de desenvolvimento económico local que é sustentável” reforça.

O próximo programa do Founder Institute está a ser planeado, e as candidaturas estão previstas para o final de 2017. Pode consultar toda a informação aqui.

 

Ler mais
Recomendadas

Portuguesa NextBITT escolhida como parceiro do ano da Microsoft Portugal

Distinção foi anunciada esta semana durante o Microsoft Inspire, o maior evento anual de parceiros da Microsoft que está a decorrer desde o dia 14 e se estende até ao dia 18 em Las Vegas, Nevada, e que reúne milhares de Parceiros Microsoft provenientes de 130 países.

Farfetch: apoiar as novas gerações de empreendedores

Promover a inovação e o empreendedorismo faz parte da estratégia de José Neves. A segunda edição da aceleradora da Farfetch foi desenvolvida em cooperação com as marcas de moda Stella McCartney e Burberry.

GoParity abre segunda fase para financiar produção sustentável de ostras

Depois de um primeiro financiamento de 125 mil euros, a GoParity vai lançar amanhã uma segunda ronda, com financiamento previsto de mais 150 mil euros. O projeto, orçado em cerca de 2,1 milhões de euros, permitirá à empresa portuguesa OysterWorld aumentar capacidade produtiva de ostras para cerca de 360 toneladas/ano e aumentar as exportações para Espanha, França ou Holanda.
Comentários