“Back to Market”, o programa para mulheres gestoras que querem voltar ao mercado de trabalho

Católica-Lisbon lança a 3. ª terceira edição de “Back to Market”. Dar às mulheres experiência profissional recente e acesso a uma rede de contatos nas empresas são as mais valias, explica ao JE, Rute Xavier, professora da escola de negócios e fundadora do programa.

“Back to Market” é um programa, totalmente gratuito, que quer apoiar mulheres formadas em Gestão que, por motivos diversos, interromperam a carreira profissional e pretendem voltar a entrar no mercado de trabalho. As mulheres são desafiadas a desenvolver, em equipa, projetos de consultoria, orientados por professores da Católica-Lisbon, em empresas parceiras da universidade, como a Vieira de Almeida, o Conservatório de Artes de Loures e a Almedina.

O objetivo é dar-lhes experiência profissional recente e acesso a uma rede de contactos nas empresas para que a ingressão no mercado de trabalho seja mais fácil, explica Rute Xavier, professora da Católica-Lisbon e fundadora do programa “Back to Market”.

Quando arranca a 3.ª edição do programa?

A 3ª edição iniciará a 10 de novembro e terá uma duração de 12 semanas.

 

Como e até quando são as inscrições?

As inscrições decorrerão até 31 de outubro, sendo que as inscrições posteriores poderão ser consideradas para as edições seguintes. As interessadas deverão enviar o CV atualizado para cea@ucp.pt.

 

O que é diferenciador neste programa?

Trata-se de um programa totalmente prático em que as mulheres são desafiadas a desenvolver um projeto de consultoria em empresas reais, como se estivessem integradas numa consultora. Desta forma, conseguimos dar-lhes acesso ao networking e experiência profissional recente que lhes falta no currículo.

 

Que ferramentas dá a quem o frequenta?

O “Back-to-Market” permite às participantes, além de terem o contacto com as empresas, terem acesso a ferramentas e metodologias de consultoria e gestão de projeto, desenvolvendo competências como  problem solving, desagregação de problemas, relação com o cliente a apresentação de resultados.

 

Que balanço faz das duas primeiras edições?

Superou claramente as expectativas. As participantes integraram, ou estão em processo de integrar o mercado de trabalho, o que era o primeiro e principal objetivo; as empresas que receberam os projetos estão muito satisfeitas com os resultados e valor obtido; e as empresas que integraram posteriormente as participantes também revelaram estar muito satisfeitas com o valor acrescentado que levaram à empresa.

 

Recomendadas

Nova SBE, três anos de crescimento em Carcavelos

A meta é ser uma das melhores escolas de gestão e economia do mundo… em Portugal e o novo campus é uma peça fundamental da estratégia. Eis o balanço de três anos.

Foram admitidos 50.859 alunos no ensino superior este ano. Engenharia é área com mais alunos

Está encerrado o Concurso Nacional de Acesso 2021 ao ensino superior público. No total foram preenchidos 92,0% dos lugares disponibilizados aos estudantes. Os curso de Humanidades, Informação e Jornalismo e Direito foram particularmente procurados.

King’s College School investe 45 milhões e abre colégio em Cascais

O colégio tem capacidade para 1200 alunos dos um aos 18 anos e vai oferecer a totalidade do currículo internacional de Cambridge, até ao Year 11 (16 anos), culminando com o programa de IB Diploma nos Years 12 e 13 para alunos entre os 16 e os 18 anos.
Comentários