Projeto europeu quer combater desemprego jovem através do emprego verde

O projeto chama-se Yenesis e envolve 9 entidades europeias e ainda a Agência Regional de Energia e Ambiente. Este programa pretende ainda dar oportunidade a 12 jovens que não estudam, não trabalham, nem frequentam formação profissional (NEETs) formação e experiência profissional em empregos verdes.

O projeto Yenesis, que envolve a Madeira e mais nove entidades europeias tem por objetivo combater o desemprego jovem através da criação de emprego verde, em áreas como a eficiência energética, energias renováveis, turismo e mobilidade sustentável e inovação empresarial.

Na Madeira a Agência Regional de Energia e Ambiente (AREAM) é o parceiro do projeto Yenesis, que tem como financiadores a EEA e ainda o fundo norueguês para o emprego jovem.

Este projeto tem como alvo jovens que não estudam, não trabalham, nem frequentam formação profissional (NEETs) das entidades parceiras do Yenesis, e pretende ainda dar a 12 jovens nestas condições formação e experiência profissional em emprego verde.

Entre os objetivos está também atuar juntos das escolas secundárias no sentido e evitar que os jovens venham a não ser NEETs, e ainda sensibilizar na Região a adopção de estratégias para o combate ao desemprego jovem, acrescenta a AREAM.

A AREAM anunciou a abertura deste programa, que se estende até 2022, na passada quarta-feira, na sua página.

Recomendadas

CDS quer estatuto de Ultraperiferia na União Europeia

Fernanda Cardoso, do PSD, diz que o projeto apresentado na Assembleia Legislativa da autoria do CDS, não traz “nada de novo” e que se limita a ser “um decalque” da Declaração Final da Conferência dos Presidentes das RUP, que se reuniram em novembro do ano passado.

Fundos europeus não são um “eldorado”, diz Raquel Coelho

Já José Manuel Rodrigues, diz que é inegável afirmar que “vamos continuar a precisar como de pão para a boca” dos fundos da União Europeia.

Madeira vai promover evento de moda com 10 estilistas na Festa da Flor

O evento vai realizar-se a 11 de maio na Praça do Povo e tem como objectivo desenvolver uma colecção inspirada em flores e insere-se numa estratégia de renovação e enriquecimentos dos cartazes turísticos da Madeira.
Comentários