Proteção Civil está a enviar SMS à população a alertar para risco de incêndio

Devido ao alerta vermelho em 10 distritos, a Proteção Civil está a “informar os cidadãos acerca da situação de risco extremo de incêndios rurais”, através de SMS.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) está a enviar mensagens de texto à população para alertar para o risco de incêndio.

Os SMS com o remetente AvisoPROCIV têm sido enviados ao longo do dia desta sexta-feira, 13 de setembro, pela ANEPC. “Risco extremo de incêndio rural. Fique atento. Evite o uso do fogo. Em caso de dúvida: 800 246 246 ou www.prociv.pt/anepc”.

As mensagens estão a ser enviadas depois de a ANEPC ter declarado o alerta vermelho para 10 distritos de Portugal:  Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.

A ANEPC emitiu assim “um aviso à população por SMS, de modo a informar os cidadãos acerca da situação de risco extremo de incêndios rurais”, segundo esta autoridade.

“A mensagem de aviso é emitida com o remetente AvisoPROCIV e inclui a referência a um número de atendimento da ANEPC (800 246 246, acessível nas 24 horas seguintes ao envio do SMS), através do qual os cidadãos poderão esclarecer as suas dúvidas, caso necessitem”, explica a ANEPC.

A Proteção Civil esclarece que o “SMS não tem quaisquer custos para o utilizador, e não requer qualquer adesão por parte do mesmo”.

O país está a ser assolados por vários incêndios na tarde desta sexta-feira. Na Sertã, distrito de Castelo Branco, um incêndio florestal está a ser combatido por mais de 300 operacionais, 85 viaturas e oito meios aéreos, segundo a Lusa.

Já em Valpaços, distrito de Vila Real, um incêndio florestal está a ser combatido por 282 operacionais, apoiados por 86 viaturas e cinco meios aéreos.

 

 

Incêndios: Mais de 100 concelhos de 13 distritos em risco máximo

 

Ler mais
Relacionadas

Incêndios: Mais de 100 concelhos de 13 distritos em risco máximo

Mais de 100 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Incêndios: Proteção Civil declara alerta vermelho em dez distritos no norte e centro

A ANEPC decretou hoje o alerta vermelho para Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.

Calor é para manter. Portugal continental em situação de alerta entre sexta-feira e sábado

A decisão foi tomada por despacho conjunto dos ministros da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, que anunciaram a medida em comunicado.

Bombeiros dominaram incêndio na Mealhada

O incêndio que lavra desde o início da manhã em Vacariça, concelho da Mealhada, que chegou a envolver 10 meios aéreos, entrou em fase de conclusão, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Incêndios mobilizam cerca de 2.350 operacionais em todo o país

De norte a sul do país, estão a ser combatidos 71 incêndios florestais no país, com 2.348 operacionais, 703 meios terrestres e 17 meios aéreos. Lisboa, Leiria e Aveiro são os distritos mais afetados.

Incêndios: Autoestrada 6 reabre após uma hora cortada devido a fogo em Estremoz

A Autoestrada 6 (A6) reabriu ao trânsito, às 17:00 de hoje, depois de mais de uma hora cortada devido ao fumo proveniente de um incêndio em mato no concelho de Estremoz, distrito de Évora, indicou a GNR.
Recomendadas

Registadas mais de 160 ocorrências devido ao vento, a maioria queda de árvores

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou 162 ocorrências relacionadas com o vento forte entre as 00:00 e as 08:00 de hoje, a maioria são quedas de árvores que não causaram vítimas.

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões de euros em dois anos

O PAN vai solicitar que mais produtos (além dos atuais plásticos e cartões, óleos e pneus usados, embalagens de vidro…) sejam taxados no âmbito do ecovalor, como por exemplo as cápsulas de café e os colchões.

Guardian: Nome de Isabel dos Santos removido da lista de participantes da cimeira de Davos

A Unitel, detida pela empresária angolana, é um dos patrocinadores do evento, mas os organizadores da cimeira de Davos dizem agora que estão a “reavaliar” a participação da empresa de telecomunicações, avança o jornal britânico The Guardian.
Comentários