PS critica contencioso e falta de diálogo entre Governo Regional e da República devido a “guerrilhas” do Governo da Madeira

Os socialistas madeirenses esperam que a partir de agora haja por parte do Governo Regional “responsabilidade e maior abertura” para o diálogo com a República como “forma de alcançar entendimento em benefício da própria autonomia”.

O PS defende que sem diálogo não pode existir aprofundamento da autonomia, durante uma reunião mantida com o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na visita à região autónoma, para as comemorações do 10 de junho. O presidente dos socialistas madeirenses, Paulo Cafôfo, mostrou ainda preocupação com o “contencioso e falta de diálogo” entre os executivos regional e nacional, através das “guerrilhas” criadas pelo Governo da Madeira com o objetivo de gerar ganhos partidários.

Na reunião mantida com Marcelo o presidente dos socialistas madeirenses destacou as boas relações entre a Região e o Continente no aprofundar e reforço da Autonomia, contudo alertou que “sem diálogo não há aprofundamento da autonomia”.

Cafôfo disse ainda que conta com Marcelo no sentido de existir uma “maior aproximação” entre as instituições através da “influência que poderá ter nos acordos que terão de ser feitos com os Açores e no papel preponderante que poderá ter junto da Assembleia da República”.

O socialista destacou ainda o empenho e a dedicação do PS Madeira para o aprofundamento da autonomia, referindo que “o primeiro passo foi dado na Assembleia Legislativa da Madeira, com a discussão da proposta que o PS apresentou sobre a Lei das Finanças Regionais”.

Cafôfo mostrou ainda satisfação pela reunião existente entre o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, referindo que “existiu grande abertura” de ambos no sentido de se resolver  os problemas existentes na região.

“Espera que a partir de agora haja por parte do Governo Regional responsabilidade e maior abertura para o diálogo com a República como forma de alcançar entendimento em benefício da própria autonomia”, disse o presidente do PS Madeira.

Recomendadas

Madeira admite possibilidade de recuar na decisão dos testes rápidos a partir de julho para quem chega à Região

O governante realçou que o avançar ou não da medida está dependente não só da evolução da situação epidemiológica da Região, mas também da situação que se verificar em Portugal Continental, nomeadamente na Área Metropolitana de Lisboa.

Madeira ainda não registou casos de infeção pela variante Delta

Pedro Ramos falava no âmbito da assinatura de um contrato-programa com a Mesa da Saúde Privada da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), no Funchal, que estabelece 16 novos postos para a realização de testes rápidos antigénio (TRAg) para a Covid-19.

Câmara do Funchal atribui 12.500 euros à Associação Regional de Canoagem da Madeira

O apoio visa auxiliar a organização do Campeonato Nacional Canoagem Mar/Madeira Ocean Challenge, e decorre no âmbito do programa  da Autarquia de apoio ao associativismo e atividades de interesse municipal.
Comentários