PS e PSD chumbam divulgação de dados sobre a Covid-19 para estudo da comunidade científica

No projeto de resolução, chumbado na Assembleia da República, o Iniciativa Liberal recomendava ao Governo a que recolhesse e disponibilizasse à comunidade científica portuguesa os dados epidemiológicos da Covid-19 para que os cientistas portugueses possam estudar a doença.

A Assembleia da República chumbou esta quarta-feira a divulgação de dados epidemiológicos da Covid-19 para que os cientistas portugueses possam estudar a doença. O projeto de resolução apresentado pelo Iniciativa Liberal foi chumbado com os votos contra do PS e PSD e a abstenção do PCP e PEV. Já as restantes bancadas e deputados votaram favoravelmente a iniciativa legislativa.

No projeto de resolução, o Iniciativa Liberal recomendava ao Governo a que recolhesse e disponibilizasse à comunidade científica portuguesa, “dentro do âmbito e dos procedimentos revistos no Regulamento Geral de Proteção de Dados, os microdados pseudo-anonimizados existentes sobre os casos suspeitos, confirmados ou não, de Covid-19 em Portugal”.

Os liberais defendiam, no projeto de resolução, que a não divulgação dos dados epidemiológicos detalhados relativos à Covid-19 “impede estudos urgentes que muito poderão auxiliar as autoridades de saúde pública e o Governo a adotar as melhores medidas para prevenir e mitigar a propagação do SARS-CoV-2, fazendo diminuir a incidência da Covid-19 na população portuguesa”.

“A divulgação de dados epidemiológicos será, igualmente, útil para que os investigadores portugueses possam colaborar com estudos a nível internacional, contribuindo para a partilha e discussão de soluções”, indicavam.

O Iniciativa Liberal notava ainda que a divulgação desses dados tem sido um dos pedidos da comunidade científica em Portugal e que “alguns investigadores portugueses das Universidades do Porto e do Minho escreveram, até, uma carta aberta ao Governo, na qual apelaram à divulgação dos dados”.

“Há cerca de uma semana, o primeiro-ministro afirmou que os dados seriam disponibilizados ‘muito brevemente’, porém, tal ainda não aconteceu, mesmo com a manifesta urgência que esta divulgação assume”, sublinhavam.

Ler mais
Recomendadas

“Salvar as empresas e preservar o emprego”. Conheça as prioridades de António Costa Silva para recuperar a economia

O gestor, atualmente presidente da Partex, a quem o Primeiro Ministro pediu o plano de recuperação diz que tem de se evitar que a economia “entre em estado de coma”. António Costa Silva diz que o Estado vai ter de ser interventivo e que o novo modelo económico tem de estar assente no investimento nas infraestruturas (físicas e digitiais) e na reconversão industrial.

Infografia | Nove em cada dez casos novos de Covid-19 foram na região de Lisboa e Vale do Tejo

O mapa mostra, concelho a concelho, a evolução dos casos da doença nas últimas 24 horas em Portugal. O país registou mais 257 novas confirmações de infeção por coronavírus. Segundo a ministra da saúde, a região de Lisboa e Vale do Tejo representou, em média, 85% dos novos casos nos últimos oito dias.

Governo assegura alternativa para moradores sem condições para isolamento

A criação de um plano de realojamento de emergência para as pessoas que vivam em habitações precárias e sobrelotadas foi anunciado pelo Governo na sexta-feira, após o Conselho de Ministros, que aprovou medidas para a terceira fase de desconfinamento no âmbito da covid-19.
Comentários