PremiumOE2021: PSD aguarda sentido de voto à esquerda para se decidir entre abstenção e voto contra

Social-democratas ponderam viabilizar o OE2021 caso não haja acordo à esquerda. Se houver, voto será contra. PSD vai aguardar pelos bloquistas e comunistas para se posicionar no xadrez político.

O Partido Social Democrata (PSD) ainda não revelou como irá votar a proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), mas, ao que o JE apurou, “a questão está entre a abstenção e o voto contra”. O partido liderado por Rui Rio vai esperar pela tomada de posição à esquerda para anunciar o sentido de voto da bancada social-democrata. Caso não haja garantias de viabilização à esquerda, fontes parlamentares admitem que o PSD venha a abster-se e a viabilizar o OE2021 para “evitar uma crise política”.

Até agora, o PSD tem empurrado a responsabilidade pela viabilização do OE2021 para os partidos que integraram a ‘geringonça’ na última legislatura. Fontes do grupo parlamentar do PSD explicam ao JE que o partido não quer ser visto como “muleta do Governo” e que, por outro lado, são várias as críticas social-democratas apontadas à proposta do Governo, como “o reduzido apoio às empresas” e a “elevada despesa” prevista. Uma dessas fontes realça, porém, que “é difícil” criticar este orçamento do ponto de vista social e de investimento público, que não se fez nos últimos anos com as cativações.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

‘Falcões’ vs ‘pombas’ no BCE. Lagarde vai dar sinal forte, mas tensões devem adiar estímulos

O banco central da zona euro está novamente dividido entre os que querem mais estimulos já e os que preferem aguardar. Christine Lagarde tem espaço de manobra e deverá aguardar até dezembro, quando tiver novas projeções e melhor visão sobre riscos politicos. A mensagem de hoje deverá ser, portanto, de promessa de agir face ao aumento de riscos.

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O tema em destaque nesta quinta-feira é a reunião com os governadores do Banco Central Europeu. Na Assembleia da República o dia ficará marcado pelas audições ao Tribunal de Contas e ao ministro da Ciência sobre o Orçamento do Estado para 2021. O INE vai publicar estatísticas relativamente às empresas, ao turismo e desemprego.

Corrida à liderança da OCDE gera tensões entre EUA e Europa

A nomeação para o cargo poderá, segundo alguns analistas e políticos próximos da organização, definir o futuro da globalização. As diferentes preferências europeias e americanas podem levar a mais um foco de tensão entre os dois blocos, sendo que, caso Joe Biden vença, levanta-se a questão sobre a sua escolha para o cargo, que deverá diferir da expressa pelo presidente Trump.
Comentários