PSD não rejeita “liminarmente” taxa para negócios imobiliários proposta pelo Bloco

“Não estou a dizer que sou favorável, mas não rejeito liminarmente, não é uma ideia tão disparatada”, explicou Rui Rio.

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta terça-feira que não rejeita “liminarmente” a taxa especial proposta pelo Bloco de Esquerda em relação a negócios no sector do imobiliário, considerando que “não é assim uma coisa tão disparatada”.

“Com isto não estou a dizer que somos favoráveis aquilo que possa vir a ser proposto pelo Bloco de Esquerda, agora não rejeito liminarmente, não é assim uma coisa tão disparatada, porque, efectivamente, uma coisa é comprarmos e mantermos durante ‘x’ tempo e outra coisa é andarmos a comprar e a vender todos os dias só para gerar uma mais-valia meramente artificial”, sublinhou, em declarações divulgadas pela Lusa.

Rui Rio, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com o bastonário da Ordem dos Psicólogos, no Porto, considerou que “o mercado tem de fazer o seu trabalho, mas há momentos em que se pode tentar ajustar no sentido de se tentar evitar os pesadíssimos custos sociais” que a livre oferta e procura pode produzir.

“Não estou a dizer que sou favorável, mas não rejeito liminarmente, não é uma ideia tão disparatada, nem eu posso dizer que a ideia é disparatada porque vem da esquerda e se viesse da direita era menos disparatada. Não é assim que oriento os meus pensamentos”, sublinhou o dirigente dos sociais-democratas.

Recomendadas

Plataforma de ‘crowdfunding’ imobiliário já angariou 800 mil euros em três projetos

Desde que teve autorização da CMVM para operar em abril de 2019, a plataforma “Querido Investi numa Casa” realizou a maior operação de crowdfunding imobiliário executada em Portugal, o ‘Common Prodigy I’ no valor de 550 mil euros.

Preço médio do arrendamento em Lisboa é de 1.235 euros mensais

Já na cidade do Porto, o valor médio de uma habitação é de quase menos 300 euros em comparação com Lisboa, mas é em Cascais que o preço médio do arrendamento é o mais elevado do país, com 1.511 euros por mês.

Fundo Corum XL atingiu o registo de mil milhões de euros de capitalização

A gestora de ativos imobiliários francesa alcançou a marca no passado mês de maio, contando neste momento com mais de 24 mil investidores.
Comentários