PSD questiona Governo sobre atrasos na campanha de vacinação contra a gripe

Os social-democratas alertam que as vacinas adquiridas pelo Governo são “suficientes para vacinar todas as pessoas que o queiram fazer” e sublinham que esta é uma realidade ainda mais “preocupante”, tendo em conta a pandemia da Covid-19.

Flickr/PSD

O Partido Social Democrata (PSD) enviou esta segunda-feira várias questões ao Ministério da Saúde, denunciando “atrasos” e “falhas” na campanha de vacinação contra a gripe. Os social-democratas alertam que as vacinas adquiridas pelo Governo são “suficientes para vacinar todas as pessoas que o queiram fazer” e sublinham que esta é uma realidade ainda mais “preocupante”, tendo em conta a pandemia da Covid-19.

Numa carta dirigida à ministra da Saúde, Marta Temido, a bancada do PSD questiona qual é o número exato de doses de vacinas contra a gripe que o Executivo socialista determinou adquirir para a época gripal de 2020/2021 e qual é a calendarização exata da sua entrega. O PSD quer também saber quantas vacinas estão atualmente disponíveis no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e nas farmácias comunitárias.

Isto porque, segundo o PSD, os 2,5 milhões de doses anunciadas pelo Governo “são suficientes” para vacinar todas as pessoas que o desejavam fazer, dado que há em Portugal “2,3 milhões de idosos e cerca de dois milhões de doentes crónicos com idade inferior a 65 anos”. Além desses, há também grávidas, profissionais de saúde e de estruturas residenciais para pessoas idosas e reclusos em estabelecimentos prisionais, que deveriam ser também vacinados.

“Infelizmente, não só não estão a ser distribuídas suficientes vacinas contra a gripe, como a sua disponibilização está a registar graves falhas, tanto nos centros de saúde como nas próprias farmácias comunitárias, as quais, até ao momento, terão recebido apenas pouco mais de metade do stock de vacinas do SNS que lhes foram atribuídas e que correspondem apenas a 10% do total”, alerta a bancada do PSD.

Alertando que há milhares de utentes do SNS estão a desesperar “em intermináveis filas” dos centros de saúde, o PSD questiona ainda porque não foram adquiridas mais doses de vacinas para a época gripal de 2020/2021 e porque razão do Governo não aumenta significativamente o stock de doses de vacinas do SNS, de administração gratuita.

Os deputados do PSD desafiam ainda o Governo a assegurar que não vão faltar vacinas nos centros de saúde e nas farmácias comunitárias, além de pedir a confirmação de que “até à primeira semana de dezembro” todos os utentes do SNS que queiram levar a vacina para a gripe o possam fazer.

Ler mais
Recomendadas

Rui Rio considera que fundos europeus devem ser investidos “sem dúvida” nas empresas

Num painel sobre “o futuro de Portugal”, o líder social-democrata referiu que é preciso “reindustrializar a economia” nacional e que só depois é que se dever olhar para o investimento público, ao contrário do que tem feito o Governo.

Elisa Ferreira considera que “digitalização e conetividade” podem tornar a Europa mais coesa

A comissária portuguesa acredita que a tecnologia veio esbater as barreiras territoriais do sucesso dos cidadãos na União Europeia e tornar as fronteiras “menos determinantes” no seu futuro.

Maior ameaça à democracia é “deixarmos de acreditar que funciona”, diz comissária europeia

A comissária com a pasta dos Valores e Transparência, Věra Jourová, considera que os democratas têm de fazer “mais esforço” para travar o crescimento dos movimentos antidemocráticos e “convencer as pessoas de que a democracia funciona”.
Comentários