PSI 20 acompanha Europa em alta no dia em que Theresa May anunciou demissão

Principal índice bolsista português soma 0,76%, para 5.096,27 pontos.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,76%, para 5.096,27 pontos, em linha com as principais congéneres europeias esta sexta-feira, 24 de maio. A praça nacional recupera de duas sessões consecutivas de perdas, bem como os investidores nas principais praças da Europa reagem positivamente às declarações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que disse que a guerra comercial entre Washington e Pequim. A demissão da primeira-ministra britânica, Theresa May, marcada para dia 7 de junho, também marca a sessão.

Em Lisboa, os títulos da Sonae SGPS (2,20%), da Mota-Engil (1,82%), da Pharol (1,22%), da EDP (1,78%) e da Altri (1,39%) impulsionam o índice.

A ajudar a performance nacional está a Galp, que avança 0,64%, para 14,05 euros, acompanhando a tendência do mercado petrolífero. Em Londres, o Brent, que é referência para Portugal, soma 1,18%, para 68,56 dólares, enquanto o WTI em Nova Iorque ganha 1,23%, para 58,62 dólares.

Do lado das quedas, destaque para os CTT cujos títulos caem 2,44%.

Nas principais praças europeias, a mais recente afirmação de Donald Trump sobre a guerra comercial anima os investidores. “Penso que as coisas com a China vão acontecer rapidamente, porque não consigo imaginar que possam estar satisfeitos com a saída de milhares de empresas do seu país para outros lugares”, afirmou Trump na quinta-feira, em declarações na Casa Branca.

Também o anúncio da demissão da primeira-ministra britânica, Theresa May, que abandonará o cargo no dia 7 de junho, marca a sessão.

[Dados das 10h16]

Ler mais
Recomendadas

Bolsa nacional acompanha Europa, dominada pelo tema Brexit

Em Lisboa, há quinze empresas cotadas a negociar em alta, uma em baixa e duas sem variação.

Brexit, uma história interminável

O mercado está agora numa fase de algum risco acrescido, que a época de resultados não tem conseguido amenizar, até porque as empresas não fazem milagres e o ambiente económico é hoje bem mais desafiante do que há um ano

Topo da agenda: tudo o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

A reunião do BCE esta quinta-feira será a última do mandato de Mario Draghi, numa semana na qual a incerteza sobre o Brexit irá continuar. A época de resultados chega ao PSI 20, com a Galp e a Jerónimo Martins a divulgarem números do terceiro trimestre.
Comentários