PSI-20 com recuo forte num dia negro nos mercados europeus

Apesar do início animador de sessão, atrasos no fornecimento de chips para fabrico automóvel condicionaram o sector e arrastaram para baixo os índices alemão e o pan-europeu STOXX 600. Em Portugal, destaque para as quedas fortes da NOS e da Jerónimo Martins.

O PSI 20 fechou a sessão desta terça-feira em queda, tal como as suas restantes congéneres europeias, num dia marcado por uma inversão na tendência de alta na abertura causada pelos sectores tecnológico e automóvel.

A praça lisboeta encerrou a cair 1,69%, estando agora nos 5.044,38 pontos. O madrileno IBEX 35 caiu 0,91%, ficando nos 8.813,10 pontos, enquanto que o parisiense CAC 40 recuou 1,07% até aos 6.240,22 pontos. Já o DAX 30, de Frankfurt, perdeu 2,52%, caindo para os 14.852,71 pontos, e o londrino FTSE 100 também não fugiu às perdas, recuando 0,67% até aos 6.923,17 pontos.

O índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,43%, estando agora nos 433,65 pontos.

Em Lisboa, a NOS penalizou fortemente o índice bolsista, ao cair perto de 8%, bem como a Jerónimo Martins, que perdeu quase 5,5%. Ambas as cotadas haviam sido das mais valorizadas na sessão de segunda-feira, sofrendo agora correções fortes após o desconto de dividendos.

Por outro lado, Sonae SGPS, Mota-Engil e Galp Energia destacaram-se entre os vencedores da sessão, ao acelerarem mais de 1%.

De resto, o sector da energia começou esta terça-feira forte a nível europeu, com os mercados a mostrarem apetite por títulos procíclicos numa altura em que a recuperação económica na Europa parece ganhar ímpeto.

No entanto, esta trajetória geral dos índices acabaria por se inverter, dado o impacto do sector tecnológico norte-americano e dos atrasos na entrega de chips automóveis, cuja cadeia de fornecimento tem sofrido fortes disrupções este ano. O sector automóvel europeu caiu mais de 0,5%, arrastando com ele o índice germânico e o STOXX 600.

Ler mais

Recomendadas

Fitch mantém notação da dívida portuguesa em ‘BBB’, mas deixa recomendações para a segunda metade do ano

A Fitch havia já em abril deixado alguns avisos à economia nacional, apesar de ter sinalizado que deveria manter a avaliação à dívida soberana nesta avaliação programada perante o potencial para crescimento nos dois últimos trimestres de 2021.

Wall Street fecha semana em alta a corrigir perdas dos últimos dias

Depois de uma semana de fortes perdas, especialmente no Nasdaq e Dow Jones, os três índices norte-americanos encerraram a última sessão da semana no verde, apesar dos dados fracos divulgados durante a manhã relativos às vendas a retalho e à produção industrial de abril.

Portugal regressa aos mercados quarta-feira para colocar 1.500 milhões de euros a seis meses e 1.750 milhões a 12 meses

Este é o segundo de um conjunto de três leilões a realizar entre março e junho com vista a angariar cerca de 4 mil milhões. Na anterior licitação, as taxas médias foram de -0,599% a três meses e -0,558% a 11 meses.
Comentários