PSI 20 em queda contraria Europa. EDP Renováveis, Galp e BCP penalizam bolsa portuguesa

Entre as principais congéneres europeias, o alemão DAX avança 0,05, o francês CAC 40 soma 0,38%, o espanhol IBEX 35 ganha 0,09%. Apenas o britânico FTSE 100 cede 0,15%.

A bolsa portuguesa negoceia esta quinta-feira em terreno negativo, contrariando a tendência das principais praças europeias. O principal índice bolsista português (PSI 20) cai 0,35% para 5.094,10 pontos, prolongando as perdas da última sessão bolsista.

Entre as principais congéneres europeias, o alemão DAX avança 0,05, o francês CAC 40 soma 0,38%, o espanhol IBEX 35 ganha 0,09%. Apenas o britânico FTSE 100 cede 0,15%.

Na bolsa portuguesa, entre as 18 empresas cotadas no PSI 20 quatro negoceiam em alta, dez desvalorizam e outras quatro seguem sem variação. A tendência negativa é marcada pelas perdas da EDP Renováveis, que cede mais de 1%. Também a Galp Energia e o BCP, que caem mais de 0,50% contribuem para o arranque negativo do PSI 20.

No mercado petrolífero, o Brent, que é referência para Portugal, cede 0,16% para 70,25 dólares. Já o WTI cai 0,13%, para 68,08 dólares.

No mercado cambial, o euro aprecia 0,10% face ao dólar, para 1,1846 dólares. Na relação com a libra, a moeda única da zona euro deprecia 0,11%, para 0,8509 libras. A libra aprecia 0,27% face ao dólar, para 1,3923 dólares.

Recomendadas

BCP e Galp animam bolsa de Lisboa. Mercados sobem com notícias da Evergrande

A Galp foi mesmo a segunda cotada que mais subiu no universo Stoxx 600 e liderou os ganhos no sector energético. A trazer algum otimismo ao mercado europeu que fechou no verde, está a comunicação da Evergrande de que resolveu por via de negociações fora da câmara de compensação o pagamento de juros de obrigações que vencem amanhã.

Wall Street arranca em alta à espera da Fed

Os três principais índices bolsistas norte-americanos começam a sessão desta quarta-feira no ‘verde’.

Nervosismo domina Wall Street, que espera pela Fed

O mote de ontem foi mesmo o da inconstância, o típico “serrote”.
Comentários