PTP acusa Empresa de Eletricidade da Madeira de má gestão

O líder do PTP diz que tem existido um “esbanjamento de dinheiros públicos” e que nem Governo nem a Assembleia da Madeira falam sobre o assunto.

O PTP diz que a Empresa de Electricidade da Madeira (EEM) tem tido má gestão, resultado de investimento falhados, que levou a um acumular de dívida de atinge os 415 milhões de euros.

“As famílias e as empresas vêm-se aflitas para pagar a factura da electricidade para depois a Empresa deitar esse dinheiro ao mar, em vez de investir no bem comum. Está a ser mal gerida”, disse Quintino Costa, líder do PTP.

O trabalhista refere que tem existido um “esbanjamento de dinheiros públicos” e que nem Governo nem a Assembleia da Madeira falam sobre o assunto.

Quintino Costa diz mesmo que existem governante, que eram funcionários da EEM, que beneficiam de redução na tarifa da luz, quando já não está na empresa.

Recomendadas

Funchal distinguido com bandeira verde ECO

A distinção foi feita pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), e leva em conta fatores como a educação ambiental, a sustentabilidade, a gestão dos resíduos, a mobilidade sustentável, a eficiência energética.

Madeira tem de encontrar novas experiências e segmentos no turismo

Durante a conferência da APAVT o consultor da EY, Augusto Mateus, defendeu que a madeira é “muito competente” em determinado tipo de turismo, mas que “isso não é suficiente” para a missão da Madeira.

Força de trabalho na Madeira com mais pessoas e melhor remunerados

O salário médio na Madeira atingiu mil euros e 78 cêntimos, mais 1,4%, face ao período homólogo, sendo que as empresas com maior dimensão foram as que melhor pagavam. 81% estavam afetos ao sector terciário.
Comentários