Qual o contributo da tecnologia e das comunicações para a sustentabilidade? Veja o debate na conferência do JE e da Huawei

Conferência ‘Building a Connected Green Future’, promovida pelo JE e pela Huawei, transmitida esta sexta-feira, está integrada na EU Green Week 2021.

O desenvolvimento da tecnologia e das telecomunicações já é determinante para garantir a sustentabilidade das operações em diversos sectores e será essencial para o cumprimento dos objetivos ambientais definidos na Europa para 2030 e 2050. Este é o tema de fundo da conferência Building a Connected Green Future, promovida pelo Jornal Económico (JE) e pela Huawei, que integra a EU Green Week 2021, a Semana Verde da União Europeia (UE), e que é transmitida hoje através da plataforma multimédia JE TV.

A conferência Building a Connected Green Future (construindo um futuro verde conectado) conta com a participação de Nuno Lacasta, presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA); Luís Neves, CEO da Global Enabling Sutainability Initiative (GeSI); José Pedro Nascimento, diretor de Engenharia e Operações da Altice; e Paulo Pereira, Key Account Director da Huawei. A moderação estará a cargo de Filipe Alves, diretor do JE.

Nesta conferência, que terá cerca de hora e meia de duração, vamos saber como pode a tecnologia contribuir para a construção de um futuro mais verde, mais inteligente e mais eficiente.

A Semana Verde da UE é o maior evento ambiental realizado anualmente na Europa, contando com a intervenção direta de cidadãos e de organizações em diferentes eventos. Realizam-se cerca de 600 eventos de parceiros em 44 países europeus, contando com a participação de mais de 80 mil pessoas em eventos de parceiros, como este que a Huawei e o JE promovem.

Recomendadas

De João Mário a João Moutinho: Programa Regressar será trunfo para os clubes portugueses? Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o programa “Jogo Económico” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

António Guterres: que desafios vai ter o português no segundo mandato como secretário-geral da ONU?

O português tomou posse esta sexta-feira para o segundo mandato como secretário-geral da ONU até 2026. O jornalista do JE, António Freitas de Sousa, analisa quais os desafios que se colocam a António Guterres neste novo mandato.

“Primeira Pessoa”. “PSD ainda não consegue contrariar estas políticas. Legislatura do PS vai até ao fim”

“Com todas as polémicas que temos visto no PS e no Governo PS, este Governo não teria condições para chegar até ao fim. Mas o que vemos é o contrário. Acho que o PS leva este Governo até ao fim até porque do lado do PSD não temos capacidade de contrariar estas políticas de forma eficaz”, realçou Miguel Pinto Luz em entrevista ao programa da JE TV.
Comentários