Quatro feridos ligeiros em desabamento provocado por “erro” em obras na Praça de Espanha

O vereador com o pelouro da Proteção Civil, Carlos Castro, indicou aos jornalistas que se tratou de “um incidente decorrente da obra” que está em curso na Praça de Espanha

O acidente ocorrido esta terça-feira no Metro de Lisboa provocou ferimentos ligeiros em quatro pessoas e, segundo o município, foi motivado por “um erro” nas obras que decorrem na Praça de Espanha.

No local, o vereador com o pelouro da Proteção Civil, Carlos Castro, indicou aos jornalistas que se tratou de “um incidente decorrente da obra” que está em curso na Praça de Espanha e que foi determinada a abertura de um inquérito, assumindo-se já que ocorreu “um erro do ponto de vista de intervenção na obra”.

Na altura do acidente, referiu, estavam cerca de 300 pessoas na composição que passava no local quando ocorreu o desabamento.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que dois feridos foram transportados ao Hospital de Santa Maria.

De acordo com a mesma fonte, o INEM recebeu o alerta para uma ocorrência na Avenida Bordallo Pinheiro, onde prestou assistência no local a duas mulheres de 25 e 26 anos.

Apesar de todos terem sofrido “ferimentos ligeiros, duas vítimas foram transportadas ao hospital, um homem de 27 anos e uma mulher com 54”.

Inicialmente, fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP dava nota de que o desabamento teria ocorrido em obras do Metro de Lisboa, na estação da Praça de Espanha.

A mesma fonte adiantou à Lusa que o alerta para o incidente foi dado cerca das 14:30.

Fonte do Metropolitano de Lisboa disse que a circulação na linha Azul está interrompida desde as 14:23, altura em que se deu o “abatimento de um teto” entre a estação de São Sebastião e a Praça de Espanha.

A mesma fonte referiu estarem a ser “apuradas as causas”.

Ler mais
Relacionadas

Desabamento nas obras do Metro de Lisboa na Praça de Espanha provoca um ferido

Um desabamento nas obras do Metro de Lisboa, na estação da Praça de Espanha, provocou esta terça-feira um ferido, desconhecendo-se ainda a gravidade do seu estado, e a interrupção da circulação na linha Azul, disse fonte policial.
Recomendadas

Morreu Sindika Dokolo, marido da empresária Isabel dos Santos

O empresário congolês encontrava-se no Dubai, onde Isabel dos Santos havia postado uma fotografia na sua conta pessoal de Instagram na tarde desta quinta-feira.

Maior desafio do próximo século será reconciliar a biodiversidade com a economia, defende Comissão Europeia

Durante a terceira edição do Blue Bio Value, John Bell, um dos membros da Direção-Geral de Pesquisa e Inovação da Comissão Europeia considerou que o próximo passo da transição sustentável será reconciliar a biodiversidade com a economia. “Essa vai ser a tarefa mais desafiante do próximo século”, vincou.

António Costa defende que se “destruam os fantasmas da regionalização”

“É preciso destruir os fantasmas da regionalização, para que o país possa um dia pronunciar-se de novo sobre este tema, sem temores de aumento de despesa, multiplicação de lugares, etc. Porque é que os cidadãos não hão-de eleger os seus representantes regionais se já conseguimos que os autarcas o fizessem?”, questionou o primeiro-ministro.
Comentários