Queijaria fundada por Jorge Coelho primeira em Portugal certificada pela British Retail Consortium

A produção de queijo e requeijão da Queijaria Vale da Estrela foi reconhecida com certificação BRC.

A Queijaria Vale da Estrela foi a primeira em Portugal a ser certificada por um dos referenciais mais exigentes a nível mundial de qualidade e segurança alimentar, a certificação BRC (British Retail Consortium).

“Com o compromisso de otimização contínua de processos e procurando visar a excelência na produção de um produto único como é o queijo da Serra da Estrela DOP, a queijaria passa a ser a primeira queijaria em Portugal certificada na sua produção de queijo e requeijão pela BRC, fortalecendo a nossa ambição de abertura a novos clientes e mercados internacionais”, diz em comunicado a queijaria fundada pelo ex-ministro socialista Jorge Coelho, que morreu este ano.

Para José Pedro Freitas, diretor Comercial e de Marketing da empresa, “este é o resultado de um trabalho conjunto das diversas áreas da empresa que contribuíram para assegurar a implementação rigorosa de uma política de qualidade de elevada exigência que permitiu à Queijaria ser reconhecida pela BRCGS8, o mais elevado padrão de segurança alimentar, algo que estamos muito orgulhosos pelo reconhecimento e pelo reforço da garantia assegurada aos nossos clientes e parceiros que para além da seleção de um produto único como o Queijo da Serra da Estrela, estão a selecionar uma empresa com os mais elevados padrões no sistema interno de gestão de higiene e qualidade”.

Recomendadas

Celebrar a maior festa da cerveja do mundo

Uma edição especial e limitada do estilo Munich Helles que celebra a tradição do Oktoberfest, que tem lugar em Munique mas se espalhou pelos quatro cantos do planeta.

A melhor cerveja de arroz do mundo é portuguesa

A Selecção 1927 Japanese Rice Lager foi distinguida como a melhor cerveja de arroz do mundo nos World Beer Awards 2021. Trata-se de uma cerveja portuguesa que recria a essência do Japão.

Nestlé: Pandemia trouxe aumento do teletrabalho na Madeira

O trabalho flexível era pouco utilizado na filial da Nestlé da Madeira, algo que se alterou com a pandemia. O Region Manager da Nestlé Portugal sublinha que a empresa “vai continuar” a promover a flexibilidade do trabalho neste período pós-pandemia, sendo que – tal como anteriormente – “não definiremos um número mínimo de dias de trabalho presencial”.
Comentários