Quer abrir uma conta bancária? Saiba como fazer e que documentos reunir

Seja online ou ao balcão, abrir conta no banco é um processo muito simples. Descubra, neste artigo, quais os documentos que precisa e como fazê-lo.

Hoje em dia, poucas são as pessoas que não possuem uma conta bancária. Abrir conta no banco é um processo mais simples do que se pode imaginar, até porque atualmente até já é possível tratar de tudo 100% online e poucos são os documentos necessários. Saiba, neste artigo, como fazê-lo.

 

O que inclui uma conta à ordem?

As contas de depósitos à ordem normalmente incluem, desde logo, um cartão de débito (que poderá ou não ter uma anuidade associada), que permite movimentar a conta no dia-a-dia, possibilitando a realização de pagamentos de compras e/ou serviços, transferências bancárias e levantamentos de numerário.

A funcionalidade de programar e/ou autorizar pagamentos por débito direto também costuma vir incluída numa conta bancária, bem como a possibilidade de se realizar levantamentos no balcão do banco.

Outro produto que pode (e costuma) estar associado a uma conta à ordem é o cartão de crédito. Embora no quotidiano muitos consumidores normalmente utilizem o cartão de débito com mais frequência, a verdade é que alguns cartões de crédito possuem inúmeras vantagens (tais como milhas aéreas ou cashback, por exemplo), compensando comparar todo o mercado primeiro.

Da mesma forma, abrir conta no banco normalmente possibilita também o acesso ao serviço de homebanking da instituição financeira em questão.

Note ainda que as contas à ordem podem ou não ter comissões de manutenção e todas as funcionalidades acima assinaladas podem não se encontrar disponíveis (especialmente se estivermos a falar de contas de serviços mínimos bancários).

 

Que documentos são necessários para abrir conta no banco?

Quando for abrir conta no banco deve assegurar que tem consigo todos os documentos obrigatórios e que normalmente são apenas os seguintes:

  • Documentos de identificação: Cartão de Cidadão e/ou Bilhete de Identidade e Número de Contribuinte;
  • Comprovativo de morada: qualquer fatura de despesas domésticas (de água, eletricidade ou mesmo do pacote de telecomunicações, por exemplo) cuja antiguidade não seja superior a três meses ou então um extrato bancário recente de outra conta bancária que já possua;
  • Comprovativo de vínculo laboral: declaração da entidade patronal ou recibos de vencimento recentes.

Posso abrir uma conta bancária se estiver desempregado?

Sim. Neste caso, no conjunto dos documentos que deve ter consigo para abrir conta no banco, em vez de uma declaração da entidade patronal ou de recibos de vencimento deverá ter um comprovativo de inscrição no Centro de Emprego ou, caso não esteja inscrito, um atestado da Junta de Freguesia que comprova a sua situação económica.

Note ainda que alguns bancos dispensam a apresentação do comprovativo de morada se tiver o PIN do seu Cartão de Cidadão.

 

Qual o procedimento para abrir uma conta bancária?

É possível abrir conta no banco de duas formas: no balcão da entidade bancária ou através dos canais digitais da mesma (iniciando o procedimento no website e depois terminando no balcão ou então fazendo download da app do banco e tratando de tudo 100% online – note que nem todos os bancos disponibilizam esta última opção).

Aproveite para ler também: Como mudar de conta bancária?

Se preferir abrir conta presencialmente…

Optando pelo balcão do banco, terá de se deslocar a uma sucursal do mesmo e solicitar o atendimento de um gestor de conta que tratará do processo consigo. Necessitará de levar todos os documentos obrigatórios.

Depois de selecionar a conta que pretende (existem bancos que disponibilizam mais do que um tipo de conta à ordem), o banco irá apresentar-lhe o respetivo contrato, que deverá assinar e ficar com uma cópia para si. Note que alguns bancos exigem um montante mínimo para a abertura de conta.

 

Caso opte por criar uma nova conta online…

Se escolher realizar a abertura de conta online, sem precisar de se deslocar fisicamente ao banco, este processo normalmente realiza-se no site da instituição financeira em alguns passos:

  1. De uma forma genérica, após entrar no site do banco, deverá procurar a página das contas bancárias e escolher a opção “Abrir conta online”;
  2. De seguida, dever-lhe-á ser solicitado o preenchimento de um formulário com os seus dados pessoais (nome completo, data de nascimento, endereço de e-mail, número de telemóvel, etc.);
  3. É expectável que depois lhe sejam apresentadas as condições gerais e a ficha de informação normalizada da conta (FIN), documentos que deverá ler e analisar bem. Se concordar com todos os pormenores, pode continuar;
  4. Por norma, posteriormente deverá receber o código, seja por sms ou e-mail, que irá utilizar para abrir a sua conta;
  5. Por fim, deverá ser marcada uma videochamada com um assistente do banco para certificar todos os dados necessários. Aqui precisará de apresentar todos os documentos obrigatórios e fornecer algumas informações relativas a dados profissionais e aos seus rendimentos. Caso a videochamada não consiga reunir as condições certas para a verificação acontecer sem dúvidas, será marcada uma nova videoconferência;
  6. Completados estes passos, e após serem verificadas todas as condições, é expectável que receba um código de acesso para aceder à sua conta online, seja pelo site ou por uma app.

Note que nalguns bancos a abertura de conta é 100% digital (através do preenchimento de diversos campos, do envio dos documentos e da realização de uma videoconferência com um agente da instituição), ao passo que noutros poderá iniciar o procedimento online, mas depois deverá concluí-lo presencialmente no balcão do banco.

A grande vantagem de abrir online uma conta no banco reside fundamentalmente no facto de poder fazê-lo em segurança, particularmente em tempos de pandemia, sendo um processo que pode ser completado de forma cómoda e a qualquer hora ou dia da semana.

Relacionadas

Quer comprar casa? Conheça todos os impostos que terá de pagar

Existem alguns impostos na compra de imóvel que são obrigatórios. Veja como calculá-los e descubra se pode beneficiar de isenção no pagamento destes.

Empréstimo com garantia de imóvel: o que é e como fazer?

Sabe como fazer um empréstimo com garantia de imóvel em Portugal? Ou como comparar diferentes ofertas? Neste artigo contamos-lhe tudo.

Como negociar o spread com os bancos? Use estas seis estratégias

Saiba, neste artigo, como negociar uma taxa de juro mais baixa e poupe milhares de euros no seu empréstimo para comprar casa.

Como aumentar o plafond do cartão de crédito?

Sabe como funciona o limite dos cartões de crédito? Ou se pode aumentá-lo? Neste artigo explicamos-lhe tudo.

Cashback: veja 10 cartões que lhe devolvem parte das suas compras

Há uma característica de alguns cartões que apela a uma boa gestão da conta bancária e que até permite aumentar o valor das poupanças: o cashback. Quando bem gerida, pode ser excelente vantagem para quem usa este meio de pagamento regularmente. Conheça os 10 melhores cartões de crédito com cashback do mercado.

Sabia que pode deixar de ser fiador de um empréstimo? Veja como

Aceitou ser fiador de um empréstimo e agora está arrependido? Por norma, só pode deixar de ser fiador quando a dívida é totalmente paga, mas, no entanto, sabia que existem algumas situações em que pode renunciar a esta responsabilidade?
Recomendadas

Negócio dos aparelhos auditivos milagrosos. Saiba como se pode proteger destas vendas

Os consumidores, na sua maioria cidadãos idosos, mais vulneráveis às estratégias de venda agressiva, e que apresentam algum défice auditivo, afirmam ter conhecimento da venda destes aparelhos através da publicidade e de contactos promocionais, pelo telefone ou à porta de casa, ou mesmo em estabelecimentos comerciais.

Portugueses em teletrabalho gastam menos 161 euros por mês, revela estudo

Segundo o inquérito da plataforma Fixando, a poupança deve-se sobretudo às deslocações para os postos de trabalho.

TAP anuncia Punta Cana como nova rota para “reforçar a competitividade”

Em comunicado a TAP refere que está a aproveitar as oportunidades de mercado para “planear e otimizar a sua rede de destinos”, tendo em consideração a sua estratégia de rede de conexão entre a Europa e as Américas.
Comentários