Quer arranjar emprego? Estas quatro áreas estão em crescimento

A consultora de recrutamento Spring do grupo Adecco estima que o recrutamento em 2019 se concentre essencialmente no setor financeiro, tecnológico, do turismo e do retalho.

Os segmentos da Tecnologia, Financeiro, Turismo e Retalho irão concentrar o maior número de ofertas de emprego em Portugal ao longo de 2019, de acordo com as últimas previsões da consultora de recrutamento Spring Professional, divulgadas esta quinta-feira.

Segundo a empresa do grupo suíço Adecco, o recrutamento terá um ano “positivo”, apesar dos sinais de desaceleração na economia portuguesa no último trimestre de 2018. Sem surpresas, a Spring antecipa uma especial ênfase para as profissões que envolvam diretamente a tecnologia, onde o desafio continuará a ser ter candidatos para as inúmeras oportunidades de trabalho que têm em aberto.

A consultora de recursos humanos refere que esta tendência é acentuada pela proliferação de projetos de nearshore no mercado português, como o crescente “registo de Centros de Serviços Partilhados que têm vindo a ser criados por grandes empresas multinacionais em Portugal”, de norte a sul do país. Muitos dos empregadores destes centros veem no conhecimento multilinguístico um “requisito imprescindível”, pode ler-se nas conclusões de um estudo da consultora.

O motivo pelo qual estas quatro áreas estarão no foco dos patrões deve-se ainda à ideia de que o turismo está “menos sazonal, principalmente nas grandes cidades”; de que se verifica um acréscimo nas diversas plataformas digitais a operar em Portugal “quer em número de colaboradores diretos e indiretos quer nas perspetivas de continuação do crescimento” (de alojamento, de mobilidade, de reserva de viagens, etc.).

“Com a redução do desemprego e com alguns estudos a perspetivar aumentos salariais nos diferentes níveis organizacionais e transversalmente – i.e., em quase todos os setores –, o poder de compra aumenta e estima-se que o retalho registe, por isso, também alguma dinâmica, reforçada pela atual presença e interesse de players internacionais no mercado português e pelo crescimento dos já existentes.

Recomendadas

Mesmo sem Via CTT, reembolsos do IVA e IRC não serão suspensos

Os contribuintes que tenham direito ao reembolso do IRC ou do IVA, mas que não tenham aderido ao Via CTT, receberão os reembolsos devidos mesmos que sem a situação regularizada, esclarece um despacho normativo hoje publicado em Diário da República.

CGD baixa taxa mínima do spread para 1,23%. É o sexto banco a baixar custo do crédito à habitação

Em quatro meses, desde janeiro, seis bancos já reviram em baixa o spread mínimo cobrado aos clientes. O último a fazê-lo foi a CGD, depois do EuroBic, do BPI, do Crédito Agrícola, do Santander Totta e do Montepio.

Segurança Social: A partir de hoje já pode pagar online dívidas em prestações

O pedido para pagar dívidas, que se encontrem em execução civil, em prestações à Segurança Social já pode ser feito online. A nova funcionalidade, através da Segurança Social Direta, está disponível a partir desta quinta-feira, 18 de abril.
Comentários