Quer fazer um depósito a prazo? Saiba tudo sobre a TANB

Se já teve interesse em fazer um depósito a prazo, certamente que ouviu falar da TANB (Taxa Anual Nominal Bruta), mas sabia que esta taxa não reflete o montante real que vai receber em juros?

Esta taxa é, comummente, associada aos depósitos a prazo, um produto bancário supervisionado pelo Banco de Portugal que consiste na entrega de um determinado montante a uma instituição financeira que, após um prazo estipulado, devolve esse mesmo montante ao consumidor acrescido dos juros que este gerou.

O que é a TANB?

A TANB expressa o rendimento anual que o consumidor retira das suas aplicações financeiras, constituindo-se como a taxa de juro dos depósitos a prazo.

Esta taxa representa os juros em bruto (ou seja, sem dedução de impostos) que o seu depósito a prazo vai gerar, num período de um ano. Desta forma, o montante a receber fruto do seu depósito dependerá da taxa praticada pela instituição financeira.

A TANB define-se como sendo uma:

  • Taxa anual

É uma taxa anual, pois expressa a taxa de juro do seu depósito para o período de apenas um ano. Caso pretenda efetuar um depósito com um prazo diferente de um ano, necessita de calcular a taxa proporcional a esse período.

  • Taxa nominal

É uma taxa nominal, porque não varia em função da inflação.

  • Taxa bruta

É uma taxa bruta, pois não contempla o imposto que incide sobre os juros.

  • Taxa de juro simples

É uma taxa de juro simples, pois não considera a capitalização de juros que possam ser pagos ao longo do período.

No entanto, ao valor de juros remunerados pela TANB terão que ser deduzidos impostos. Se o depositante for uma pessoa singular, aplica-se a taxa de IRS (Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares). Por outro lado, se o depositante for uma empresa, aplica-se a taxa de IRC (Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas).

Lembrete: A dedução dos impostos é feita automaticamente pela instituição financeira, pelo que não terá que se preocupar com a declaração destes rendimentos para o IRS.

TANB vs TANL

Já verificámos que a TANB é a taxa referente ao valor dos juros que o seu depósito a prazo irá gerar sem a dedução de impostos. No entanto, o valor real da sua remuneração será estipulado pela TANL (Taxa Anual Nominal Líquida), que corresponde ao montante líquido que vai receber (quantia após a dedução de impostos).

Ou seja, quando faz a comparação de depósitos a prazo, deve ter sobretudo em consideração a TANL ao invés da TANB, pois é a primeira que reflete os rendimentos reais que irá receber fruto da sua aplicação financeira.

Como calcular o montante que vou receber?

Imaginemos que tem uma poupança de 5.500 euros e quer aplicá-la num depósito a prazo, durante um ano, para render algum dinheiro extra.

Nota: Este cálculo permite-lhe antever o montante que o seu depósito a prazo irá render. Ao fazer a simulação para os diferentes produtos existentes no mercado consegue, ainda, uma comparação da oferta existente, para que possa efetuar a escolha mais vantajosa.

Para simular o seu depósito e calcular os juros que o mesmo vai gerar durante um ano deve multiplicar o capital a investir pela TANB aplicada pelo banco:

  • Capital a depositar: 5.500 euros
  • TANB: 2%
  • Juros brutos = 5.500 x 2% = 110 euros

Ao fazer um depósito a prazo de 5.500 euros durante um ano numa instituição financeira que pratique uma TANB de 2% irá gerar 110 euros de juros brutos.

Para calcular a TANL e, consequentemente, o montante real que vai receber, precisa de deduzir a taxa de IRS que, atualmente, está nos 28% para Portugal Continental e Madeira e nos 22% nos Açores.

  • TANL = 2 – 28% = 1,44%
    Juros líquidos =
    5.500 + 1,44% = 79,2 euros

 

Assim, concluímos que no final de um ano terá ganho 79,2 euros com o seu depósito a prazo.

Em suma, é importante que tenha conhecimento da TANB quando for aplicar o seu dinheiro num depósito a prazo, mas, no entanto, é a TANL que deve ter em consideração quando o fizer, pois é esta que lhe diz o rendimento exato que irá auferir, do seu depósito, ao final de um ano.

Ler mais
Relacionadas

Certificados de Reforma: o que são e como subscrever?

Investir para a reforma é algo que deve começar cedo, pois trata-se de um investimento a longo prazo e do qual só irá beneficiar provavelmente a partir dos 65 anos de idade. Entre as possíveis alternativas para este tipo de poupança, encontram-se os Certificados de Reforma. Saiba tudo sobre este produto financeiro.

Inflação: qual o impacto nas suas poupanças?

Fala-se de inflação quando há uma subida sustentada e generalizada dos preços de diversos bens e serviços que faz com que as famílias percam poder de compra se os salários dos consumidores não acompanharem essa evolução. Sabia que as suas poupanças podem ser fortemente afetadas pela inflação? Descubra como e porquê.

Os 10 melhores depósitos a prazo para 2020

Se pensa constituir uma poupança, descubra qual é o máximo retorno que poderá obter hoje em dia com os melhores depósitos a prazo.

Quer abrir uma conta no banco? Saiba como fazer e que documentos reunir

Hoje em dia, poucas são as pessoas que não possuem uma conta bancária. Abrir conta no banco é um processo mais simples do que se pode imaginar, até porque atualmente até já é possível tratar de tudo 100% online e poucos são os documentos necessários. Saiba, neste artigo, como fazê-lo.

Certificados de aforro: vale a pena subscrever?

Descubra como funciona este produto e quais as condições de subscrição.

Se o banco falir, consegue mesmo reaver as suas poupanças?

Se tem depósitos num banco, descubra como pode assegurar que receberá o total das suas poupanças em caso de falência dessa instituição.
Recomendadas

Oferta de quartos para arrendar dispararam 228%. Lisboa e Porto com maior procura

A capital regista uma subida da procura de 61%, enquanto a cidade do Porto é a mais procurada por 16% da população que pretende arrendar quarto.

Taxa de juro no crédito à habitação cresceu 0,9% em agosto

Este aumento é superior em 1,7 pontos base (p.b.) ao registado no mês anterior. Já a prestação média manteve-se em 226 euros, enquanto o capital médio em dívida teve um crescimento de 114 euros, fixando-se agora nos 54.317 euros.

Como usar a aplicação “Calendário” do Windows 10 para organizar a sua vida

O Windows 10 tem uma aplicação de calendário completa e versátil. Veja como a configurar e utilizar.
Comentários