Quercus: Atingir as metas da reciclagem “é uma tarefa quase impossível”

Quercus pede “mais e melhor educação e informação” e apela aos candidatos das eleições europeias para integrarem as preocupações com a reciclagem, separação do lixo nos programas eleitorais.

Com o dia internacional da reciclagem, instituído pela UNESCO para 17 de maio, a organização ambientalista Quercus afirma que atingir as metas de reciclagem é “uma tarefa quase impossível”, dando a conhecer vários números importantes: reduzir a deposição em aterro para 10% até 2035, sendo que agora se situa nos 32%, e aumentar a reciclagem para 65%.

De acordo com a associação, Portugal tem de tratar 83,5% dos resíduos indiferenciados, dos quais são retirados materiais para reciclar e valorizar, para atingir a meta de reciclar 50% do lixo até 2022, quando actualmente vai nos 38%.

Com base nestes números, a Quercus pede “mais e melhor educação e informação” e apela aos candidatos das eleições europeias para integrarem as preocupações com a reciclagem, a separação do lixo e a promoção da educação ambiental nos programas eleitorais no Parlamento Europeu.

A associação lançou há três meses a aplicação ‘Wastapp’, que ajuda os cidadãos na gestão dos resíduos domésticos, e considera que os portugueses “continuam à procura de informação que permita separar corretamente os lixos produzidos em casa diariamente”.

Segundo o balanço dos três meses da aplicação, a Quercus garante que as palavras mais pesquisas por existir falta de informação sobre o destino a dar a resíduos, foram “CD” e “DVD”, seguindo-se outras como “pensos”, “lâminas”, “tinta”, “panelas”, “tachos” e “medicamentos”. A aplicação tem resposta para 56 tipologias de resíduos e tem carregadas 7.852 localizações de destinos para resíduos.

Todos os dias cada português produz em média 1,32 quilos de lixo, contribuindo para uma produção anual de 4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos. Atualmente, apenas 16,5% dos resíduos produzidos pelos portugueses são encaminhados para os ecopontos.

Ler mais
Recomendadas

Ondas de calor, secas extremas, mais chuva: os verões vão mudar completamente com o aquecimento global

O alerta já foi feito pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas, em 2018, sobre os impactos da subida da temperatura em 1,5º Celsius. Agora, um novo estudo vem informar que se o percurso das emissões actuais se mantiver, o aumento dos dois graus Celsius poderá ser alcançado em meados deste século com possibilidade de chegar aos três graus Celsius.

Islândia perde primeiro glaciar e realiza funeral para honrar ‘Ok’

“Nos próximos 200 anos, estima-se que todos os nossos glaciares sigam o mesmo caminho. Este monumento serve para reconhecer que nós sabemos o que está a acontecer e o que precisa de ser feito”, lê-se na descrição da placa colocada para honrar Okjökull.

Gronelândia é “um grande negócio imobiliário” para Trump. Dinamarca diz que compra é “ideia absurda”

A última tentativa de compra da Gronelândia aconteceu em 1946 por Harry Truman. Apesar dos governantes da Dinamarca e da Gronelândia ressalvarem que a compra não vai acontecer, Trump sustentou que seria “um bom negócio imobiliário”
Comentários