Realizados 200 testes a passageiros no Aeroporto de Lisboa nas últimas 24 horas

A ministra da Saúde garantiu que enquanto não existir certeza de que os passageiros possuam teste negativo, “a falta é suprimida no aeroporto”

Duzentos testes à covid-19 foram realizados, nas últimas 24 horas, a passageiros no Aeroporto de Lisboa provenientes do Brasil, Estados Unidos e Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), afirmou hoje a ministra da Saúde.

“Realizámos, nas últimas 24 horas, já duas centenas de testes”, disse Marta Temido, durante a conferência de imprensa regular para atualizar a informação relativa à pandemia de covid-19.

Segundo a ministra, o INEM e o Instituto Nacional Ricardo Jorge têm estado a assegurar o apoio ao Aeroporto de Lisboa para a aplicação de testes à covid-19 a passageiros dos PALOP, Brasil e Estados Unidos.

“No caso de os passageiros não trazerem um teste, essa falta é suprida no aeroporto”, aclarou Marta Temido.

A medida surge na sequência do despacho aplicado a partir de 01 de julho sobre a circulação em transporte aéreo.

“Enquanto não temos a certeza de que [os passageiros] sejam portadores de teste negativo, estamos a complementar, para garantir que ninguém fica prejudicado”, frisou Marta Temido.

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infetados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico diário da DGS, o número de mortos relacionados com esta doença respiratória infecciosa totalizou hoje 1.598, enquanto os casos de infeção confirmados desde o início da pandemia no país somam 43.156.

Ler mais
Relacionadas

Marta Temido aponta para a existência de 34 surtos em Portugal

Os surtos encontram-se divididos pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) com 18, cinco surtos na ARS do Centro e seis surtos na ARS do Algarve.

Grupo Air France vai cortar quase 7.600 postos de trabalho até 2022

O grupo precisou que em causa estão 6.560 colaboradores na Air France e 1.020 na subsidiária regional Hop!

França regista mais 18 mortes nas últimas 24 horas

Do total de vítimas mortais registadas desde 01 de março passado, 19.396 mortes foram contabilizadas nos hospitais e as restantes em residências ou em lares de idosos
Recomendadas

Presidenciais: Conselheiros das comunidades na Alemanha lamentam falta de alternativas para votar

“Se, na zona de residência, não podem deslocar-se ao fim da rua para ir fazer tarefas do dia-a-dia, então viajar centenas de quilómetros para ir votar está fora de questão”, justificou o conselheiro das comunidades portuguesas, sublinhando que, mesmo várias pessoas que não falham atos eleitorais, desta vez não vão exercer esse direito.

Costa diz que Conselho de Ministros prepara-se para tomar medidas hoje perante “alarmante propagação da pandemia”

Depois de Portugal ter atingido o pior dia da pandemia desde o seu início há 10 meses, o Governo reúne-se hoje. Fonte do executivo avançou que o Governo vai encerrar as escolas e universidades do país a partir de sexta-feira, segundo a agência Lusa.

Presidenciais: Ferro afirma que voto no domingo é um ato de resistência contra o vírus

“Votar é uma obrigação indeclinável que as circunstâncias atuais não tornam impeditiva, como pudemos verificar no passado domingo, com a alta participação de quem exerceu antecipadamente o seu voto. Votar é uma das formas de defender a República e a democracia. Votar é também uma forma de resistência”, sustenta o presidente da Assembleia da República.
Comentários