Recebeu um SMS em nome da Worten? Cuidado que pode ser fraudulento

Worten alerta clientes para terem atenção às mensagens publicitárias que recebem no seu telemóvel, na sequência de SMS fraudulentas que estão a circular nome da retalhista Worten, aludindo a um sorteio de aniversário.

A Worten, empresa portuguesa de electrodomésticos e electrónica do grupo Sonae, alerta estão a circular um número de SMS fraudulentas. As mensagens em nome da retalhista aludem a um sorteio de aniversário e a um prémio seguido de um link que provavelmente irá tentar recolher dados do utilizador ou possivelmente instalar malware.

“A Worten alerta os seus clientes para e-mails e SMS fraudulentos que estão a circular, não sendo nem da sua autoria, nem da sua responsabilidade. Identificamos campanhas falsas usando o nome/domínio Worten”, alerta a cadeia nacional de electrodomésticos e electrónica no seu site, onde a retalhista reforça o aviso retalhista que os clientes não devem facultar dados pessoais.

“Alertamos que não devem facultar quaisquer dados pessoais na sequência destes e-mails e SMS. Estamos a desenvolver todos os esforços para conter esta situação, incluindo alertar as autoridades competentes”, realça a Worten.

Nas mensagens fraudulentas que estão a circular, contem um link que provavelmente irá tentar recolher dados do utilizador ou possivelmente instalar malware. O link começa por http://, em vez dos links encurtados pelo site Bitly que a Worten costuma usar nas mensagens de publicidade normal.

Nestes SMS que estão a circular, o remetente aparenta ser a Worten, indiciando que os responsáveis por esta fraude conseguiram de alguma forma enviar estas mensagens de forma ‘legítima’ através de provável acesso à base de dados de clientes da retalhista.

Sobre este eventual acesso  à base dados de clientes, fonte oficial da Worte adiantou ao JE que “após análise da aparente utilização da base de dados de clientes, chegou-se à conclusão que as mesnagens estão a ser enviadas aleatoriamente e que determinados contactos são de clientes da Worten e outros não”.

No SMS fraudulento pode ler-se: “Caro cliente, tentamos entrar em contacto contigo. Você ficou em 3 lugar no nosso sorteio de aniversario feito em 20/08/2019. Seu prémio: http://……”. No  corpo da mensagem realça-se que começam a tratar o cliente numa forma impessoal (“tentamos entrar em contacto contigo”) para logo de seguida adoptar um modo formal em “você ficou em 3 lugar…” e “Seu prémio”.

 Em caso de SMS fraudulento, proceda com cautela

Segundo o site 4gnews, é difícil evitar receber este tipo de mensagens, geradas automaticamente através de bases de dados, alertando que, neste caso, deverá sempre proceder com cautela.  E sugere alguns passos: caso se trate de alguma promoção, confirmar a mesma no site ou na própria loja antes de abrir links. A mesma situação, diz,o se aplica a códigos de desconto.

O 4gnews sugere ainda: “se a mensagem disser que ganhaste algo, é provavelmente falsa. Mesmo que tenhas participado em algum sorteio, confirma sempre presencialmente em loja ou no site. Faças o que fizeres, não insiras os teus dados em lado nenhum ou preenchas formulários”.

[Notícia atualizada às 17:25 com posição oficial da Worten sobre eventual utilização de base de dados de clientes da retalhista]

Ler mais
Recomendadas

Procure soluções de mobilidade amigas do ambiente, recomenda Deco

Deixar o automóvel particular em casa e optar por uma rede de transportes amigos do ambiente tem de ser uma prioridade para os consumidores. A DECO procura contribuir para um maior acesso de todos os cidadãos a uma funcional e adequada rede de transportes públicos e transportes alternativos.

Crédito habitação: Juros voltam a cair oito meses depois

Este valor representa uma ligeira descida de 1,0 pontos percentuais face ao registado no mês de junho. (1,087%). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro passou dos 1,305% para os 1,306%.

IUC de carros importados vai ser mais barato mas só em 2020

A nova redação da norma do Código do IUC que determina a base de incidência do imposto deixa, assim, de fazer diferença entre os carros matriculados em Portugal ou noutro Estado-membro, seguindo a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia.
Comentários