Receitas do jogo em Macau descem 70,5% em novembro

Em novembro, as operadoras que exploram o jogo no território arrecadaram 6,7 mil milhões de patacas (706 milhões de euros), quando em em igual período do ano passado tinham registado receitas de 22,877 mil milhões de patacas (2,3 mil milhões de euros), de acordo com os dados divulgados pela Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ).

As receitas dos casinos em Macau desceram 70,5% em novembro, em relação ao período homólogo.

Em novembro, as operadoras que exploram o jogo no território arrecadaram 6,7 mil milhões de patacas (706 milhões de euros), quando em em igual período do ano passado tinham registado receitas de 22,877 mil milhões de patacas (2,3 mil milhões de euros), de acordo com os dados divulgados pela Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ).

Nos primeiros 11 meses do ano, as perdas dos casinos foram de 80,5%, em relação a igual período do ano anterior, em resultado do impacto da pandemia de covid-19 e das fortes restrições nas fronteiras. Só no final de setembro, as autoridades chinesas retomaram a emissão de vistos em todo o país para Macau.

De janeiro a novembro, as operadoras do território arrecadaram 52,623 mil milhões de patacas (5,5 mil milhões de euros).

Em 2019, as receitas dos casinos de Macau foram de 292,4 mil milhões de patacas (cerca de 31,1 mil milhões de euros).

Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia, tendo registado 46 casos. Atualmente, não tem nenhum caso ativo.

Ler mais

Recomendadas

“É quase inevitável que os non-performing loans vão começar a aumentar novamente”, diz Dombrovskis

Vice-presidente da Comissão Europeia realça que o malparado diminuiu na banca portuguesa nos últimos anos. No entanto, admite que a crise provocada pela pandemia se irá traduzir num aumento quase “inevitável” dos NPLs, destacando por isso o Plano de Ação de Bruxelas para combater os créditos improdutivos.

Recuperação da economia portuguesa não acompanhará ritmo da europeia

A recuperação da economia portuguesa após a crise pandémica “deverá acompanhar apenas temporalmente a recuperação europeia, mas não o seu ritmo”, segundo o relatório trimestral da consultora SaeR (Sociedade de Avaliação de Estratégia e Risco) divulgado esta sexta-feira.

PremiumPrograma Apoiar vai dar mais subsídios

Um dos principais mecanismos no combate às consequências sociais e económicas da pandemia, o programa Apoiar.pt foi agora reforçado e incluirá mais subsídios a fundo perdido, revelou o ministro do Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, nesta quinta-feira.
Comentários