Recorde. Portugal nunca produziu tantos automóveis como em 2019

A indústria automóvel em Portugal produziu 346 mil automóveis no ano passado, mais 17% face a 2018.

Portugal voltou a atingir um novo máximo de produção de automóveis em 2019, batendo o anterior recorde atingido em 2018.

Em 2019 foram produzidos 346 mil automóveis em Portugal, mais 17,4% face a 2018, segundo os dados divulgados esta terça-feira pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

“Em 2019 foram produzidos em Portugal 345.688 veículos automóveis, o que faz com que este seja o melhor ano na história da indústria automóvel nacional, tendo batido o ano de 2018”, aponta a ACAP.

A grande maioria da produção (97,3%) destina-se à exportação, contribuindo assim de “forma significativa para a balança comercial portuguesa”.

A Europa é o destino preferencial da produção automóvel nacional (92,7%). A lista é liderada pela Alemanha (23,3%), França (15,5%), Itália (13,3%), Espanha (11,1%) e Reino Unido (8,7%).

A contribuir para o ano recorde da indústria automóvel nacional, estão fábricas como a PSA em Mangualde que atingiu um máximo de produção nos seus 55 anos de história. Em 2019, esta fábrica produziu um total de 77.607 unidades da Peugeot, Citroen e Opel, mais 23% face a 2018.

 

PSA: Em 55 anos de história, fábrica de Mangualde nunca produziu tantos automóveis como em 2019

Ler mais
Recomendadas

EuroBic financiou empresa do marido de Isabel dos Santos em nove milhões de euros

O dinheiro serviu para financiar a atividade da empresa de Sindika Dokolo em França como distribuidora de jóias de luxo da empresa de diamantes De Grisogno, avança o Correio da Manhã.

Novo Banco pede falência de empresa de Moniz da Maia por dívida de 375 milhões de euros

No pedido de insolvência da empresa, o banco invoca dívidas no total de 16,5 milhões de euros respetivos a um crédito concedido diretamente à empresa de Bernardo Moniz da Maia em 2009 e 358,3 milhões de euros relativos a um contrato de financiamento celebrados entre o BES e a Sogema Investments Limited, segundo o JN.

Angola pede a PGR para notificar Isabel dos Santos antes de mandado de captura

PGR de Angola enviou um pedido de cooperação judiciária a Portugal para notificar a empresária angolana e outros três arguidos portugueses da condição de arguidos no processo crime aberto por suspeitas de desvio de fundos, branqueamento, falsificação de documentos e abuso de poder.
Comentários