Regime de alojamento local sofreu alterações

Este número de registo do estabelecimento de alojamento local constitui o único título válido de abertura ao público e publicitação do estabelecimento. Atenção: Não pode publicitar a sua propriedade antes de fazer o registo: arrisca-se a uma coima entre os € 2500 e os € 4 mil, no caso das pessoas singulares.

Cristina Bernardo

Está a pensar em divulgar a sua casa à beira-mar numa plataforma de alojamento? Tem de seguir estes passos.

Tem de começar por se registar. O registo é obrigatório – a sua casa tem de estar identificada com um número de registo.

Como proceder ao registo?

É necessário que entre no sítio do Balcão Único Eletrónico e que faça uma comunicação prévia, com prazo dirigida ao Presidente da Câmara Municipal competente. Tenha consigo a declaração de início de atividade de prestação de serviços de alojamento (Autoridade Tributária), será necessária para efectuar esta operação.

É então atribuído um número a cada pedido, desde que no prazo de 10 dias o Presidente da Câmara não se oponha (20 dias no caso dos hostels). Este número de registo do estabelecimento de alojamento local constitui o único título válido de abertura ao público e publicitação do estabelecimento.

 Atenção: Não pode publicitar a sua propriedade antes de fazer o registo: arrisca-se a uma coima entre os € 2500 e os € 4 mil, no caso das pessoas singulares.

É importante, também, ter em conta as dimensões do imóvel. No caso de moradias ou apartamentos, não é possível ir além dos nove quartos e 30 utentes, sob pena de pagar uma coima até € 4 mil, no caso de pessoa singular e, conforme a gravidade, a atividade ser suspensa.

Que outros documentos necessita?

 Terá de dispor de livro de reclamações e de obter certificação energética (obrigatória se a propriedade se reportar a edifícios ou frações autónomas abrangidas por este sistema de certificação).

Escolha bem a plataforma onde publicitar o seu imóvel. Embora, na maioria dos casos a publicação dos anúncios seja grátis, todas as plataformas cobram comissão.

Acresce o facto de que estas apenas plataformas divulgam as propriedades, ou seja, não têm responsabilidade quanto à relação contratual estabelecida entre as partes (proprietário e turista).

Saiba mais aqui.

Procure-nos em: DECO MADEIRA está à sua espera na Loja do Munícipe do Caniço; Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 035 Caniço; deco.madeira@deco.pt

Ler mais
Recomendadas

Quase 100% das imobiliárias registam quebras na procura e negócios

Inquérito realizado pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) às imobiliárias revela quebras na procura e nos negócios provocadas pelo surto do coronavírus.

Avaliação das casas subiu para os 1.337 euros por metro quadrado em fevereiro

Este valor regista um aumento de mais sete euros do que o observado no mês anterior e um crescimento de 0,5% relativamente a janeiro e de 7,9% face ao mesmo mês do ano anterior.

João Duque: “Os preços das casas podem vir a cair por aí abaixo”

Economista fala em “paragem absoluta” no mercado. Agentes, inquilinos, proprietários e consultores pintam ao JE um cenário dramático.
Comentários