Reino Unido: hospitais usam realidade virtual para reduzir infeções entre profissionais de saúde

Tecnologia foi desenvolvida pela Microsoft e permitiu reduzir as infeções por Covid-19 em 80% entre profissionais de saúde.

Alguns hospitais em Londres estão a adotar o uso de auriculares de realidade virtual, os HoloLens, desenvolvidos pela Microsoft, com o objetivo de reduzir o número de médicos nas enfermarias e o contacto destes com pacientes com Covid-19, segundo a Business Insider.

Os auriculares possuem um visor que circunda a cabeça e estão equipados com sensores e uma câmara panorâmica. Dentro da visor, existe um ecrã onde são projetadas imagens. “Uma das coisas que podemos fazer, por exemplo, é a digitalização  de um raio-x. Podemos reconstruir em três dimensões e projetar como um holograma”, revelou o cirurgião e professor do Imperial College London James Kinross.

“Começamos a usar o HoloLens durante a Covid-19 porque os profissionais de saúde não estavam a ser  adequadamente protegidos”, referiu James Kinross.

O HoloLens tem um software designado de Remote Assist que funciona via Microsoft Teams, o que permite uma redução do número de funcionários que vão para as enfermarias. “Achamos que seria bastante útil, porque em vez de enviar uma equipa com seis ou sete médicos para uma ala positiva do COVID, podemos pedir a um voluntário”, explicou James Kinross.

James Kinross e os colegas escolheram fazer um teste de quatro semanas e descobriram que o número de médicos em contato com direto com pacientes com covid-19 foi reduzido em 80%.

A tecnologia já foi utilizada antes da chegada da pandemia para auxiliar na reconstrução de membros após a cirurgia, identificando vasos sanguíneos e no tratamento de pacientes com cancro ginecológico. Este método também está a ser usado por estudantes de medicina cuja entrada nas está permitida nas enfermarias.

 

Ler mais
Recomendadas

Bill Gates pede que fármaco contra Covid-19 seja distribuído “entre quem mais precisa” e não ao “maior licitador”

“Precisamos que os líderes tomem essas decisões difíceis sobre a distribuição com base no património, e não apenas em fatores orientados pelo mercado”, explicou numa conferência que tinha a Covid-19 como tema central do debate.

Empresários alemães antecipam “desastre económico ” com Brexit sem acordo

Os empresários alemães consideraram hoje que se não houver “regras claras” relativamente ao comércio de mercadorias após o ‘Brexit’, haverá um “desastre económico” para as empresas do país.

Governo revela plano de contingência para evitar colapso do SNS no outono

O gabinete de Marta Temido anunciou algumas medidas que deverão evitar o colapso do SNS numa altura em que a gripe sazonal marca o regresso. O Ministério da Saúde vai antecipar já para o início de outubro a vacinação contra a gripe sazonal e reforçar cuidados intensivos e laboratórios.
Comentários