Respostas Rápidas: Ainda é possível obter crédito habitação com 100% de financiamento?

Descubra se os bancos ainda concedem financiamento sem exigirem qualquer entrada inicial ao consumidor.

Atualmente o financiamento a 100% ainda é possível, no entanto, com um conjunto grande de limitações, nomeadamente tratar-se de um imóvel do próprio banco.

Nos casos em que o imóvel não seja da instituição bancária, apesar de ser possível beneficiar de um valor elevado de financiamento – o máximo do mercado fixa-se atualmente no menor valor entre 90% do valor de escritura e 90% do valor de avaliação -, as instituições não estão a promover financiamento na totalidade após as recomendações do Banco de Portugal.

Ao concederem financiamento sem exigirem qualquer entrada inicial ao consumidor, as entidades financeiras estão a assumir um risco maior, ou seja, a probabilidade de incumprimento por parte do cliente é superior, uma vez que o valor do empréstimo e, consequentemente, o custo total do crédito serão maiores. Assim, os bancos são mais criteriosos na aprovação deste tipo de operações.

Como as instituições bancárias têm habitações em sua posse muitos imóveis – muitas vezes devido ao incumprimento do crédito à habitação por parte de outros clientes –, para conseguirem reaver o valor investido nesses imóveis, vendem-nos a preços mais reduzidos e com condições especiais. Daí disponibilizarem a oferta com 100% de financiamento.

Adicionalmente, dentro dessas condições especiais poderão incluir-se benefícios na taxa de juro ou isenção do pagamento de comissões iniciais.

Poderá aceder aqui para desenvolver mais o tema.

Ler mais
Relacionadas

Comprar uma casa ainda em construção é um bom negócio?

É normal os bancos concederem adiantamentos (período de tempo em que só se liquidam juros) aos consumidores que desejam comprar casas em construção, tecnicamente designadas por casas em planta. Mas será algo vantajoso? Descubra, neste artigo, se o desconto no preço compensa as dores de cabeça que poderá vir a ter.

Spreads no crédito habitação: como estamos em 2020?

2018 e 2019 foram anos que ficaram marcados por uma “guerra de spreads” entre os principais bancos portugueses. Neste início de 2020 o caso para não ser diferente.

Crédito habitação sem fiador: é possível?

No momento de solicitar um empréstimo para comprar casa, uma das questões mais comuns é se os bancos concedem crédito habitação sem apresentação de fiadores. Esclareça todas as dúvidas sobre o tema neste artigo.
Recomendadas

Maioria dos portugueses prefere produtos que utilizam a menor embalagem possível

O recente estudo, realizado pela DS Smith e Ipsos MORI mostra que, apesar da crise global de saúde, os consumidores continuam a ter em conta o ambiente: 85% dos inquiridos querem comprar produtos que utilizem a menor embalagem possível

Deco alerta para riscos das compras através de redes sociais

Estas “lojas”, na sua maioria, não se encontram registadas como empresas em Portugal, não possuem um endereço físico de contacto, e, por vezes, não se tratam de vendas de comerciantes, mas sim vendas entre particulares, o que torna mais difícil a resolução de um possível conflito. O endereço físico da loja, ou uma morada para contacto, é essencial para reclamar em caso de conflito.

Economia circular: portugueses gastam mais de 140 euros por ano em bens usados

Em média, o consumidor português gasta 142 euros por ano em bens usados. As razões que motivam estas compras são principalmente a relação qualidade/preço e a sustentabilidade.
Comentários