Ribeiro e Castro confirma apoio a Francisco Rodrigues dos Santos

Antigo presidente do CDS-PP insurgiu-se contra quem dentro do partido utiliza a “linguagem da esquerda” para designar o líder da Juventude Popular como um ultraconservador.

José Ribeiro e Castro

O antigo presidente do CDS-PP, José Ribeiro e Castro, confirmou aos congressistas reunidos em Aveiro que apoia a candidatura de Francisco Rodrigues dos Santos, criticando quem dentro do partido utiliza a “linguagem da esquerda” para designar o atual presidente da Juventude Popular como um ultraconservador.

O único presidente do partido a derrotar a linha seguida por Manuel Monteiro, Paulo Portas e Assunção Cristas desde 1992 foi o primeiro orador depois do regresso após intervalo para jantar de um primeiro dia marcado por elevada crispação entre os apoiantes de João Almeida e Rodrigues dos Santos, que são juntamente com Filipe Lobo d’Ávila os únicos candidatos que se mantêm na corrida à liderança.

Ainda durante esta madrugada decorrerá a votação das moções globais, seguindo-se a eleição dos órgãos dirigentes na manhã de domingo.

Recomendadas

Prémios na TAP: “Remeto para as palavras do ministro” que considerou “inaceitável” reage Miguel Frasquilho

O presidente do conselho de administração da TAP sinalizou ao Jornal Económico concordar com as críticas do ministro das Infraestruturas sobre novo pagamento de prémios a uma minoria de trabalhadores da TAP apesar da companhia ter voltado a registar prejuízos que se estimam acima dos 100 milhões de euros. Para Pedro Nuno Santos é “inaceitável” e “uma falta de respeito” o pagamento de prémios a uma minoria de trabalhadores da TAP, sendo uma empresa que continua a dar prejuízos que se estimam, em 2019, acima dos 100 milhões de euros.

Despenalização da eutanásia pode vir a ser aprovada hoje no Parlamento

Caso venha a comprovar-se a aprovação de, pelo menos, um dos projetos de lei, a Assembleia da República abre a porta a que Portugal se torne o quinto país europeu onde a morte medicamente assistida é permitida.

Embaixadores da União Europeia falham acordo sobre mandato para negociar relação com Londres

Os embaixadores dos países da União Europeia (UE) falharam esta quarta-feira um acordo sobre o mandato para as negociações da nova relação com o Reino Unido após o ‘Brexit’, avançaram fontes comunitárias citadas pela agência espanhola EFE.
Comentários