Ricardo Salgado condenado a pagar 1,8 milhões no caso BES Angola

De acordo com o Expresso, a acusação terá provado que Ricardo Salgado e Morais Pires esconderam a verdadeira situação do BES Angola.

Rafael Marchante/Reuters

O Banco de Portugal (BdP) condenou Ricardo Salgado a pagar 1,8 milhões de euros no caso BES Angola, avança o jornal Expresso esta quinta-feira.

O BdP também condenou dois ex-administradores do BES a pagarem coimas: Amílcar Morais Pires tem de pagar 1,2 milhões de euros, enquanto Rui Silveira foi condenado a pagar 400 mil.

Outros sete administradores que também estavam acusados foram absolvidos, incluindo José Maria Ricciardi, administrador do BES e ex-presidente do BESI. Já as entidades Banco Espírito Santo e o Espírito Santo Financial Group (ESFG) foram condenados. No entanto, as suas coimas foram suspensas devido ao facto destas entidades estarem em situação de insolvência.

Na base desta condenação estão falhas graves nos mecanismos de controlo interno e o não cumprimento de obrigação de comunicação ao BdP dos riscos inerentes à carteira de crédito.

Desta forma, o supervisor considera que ficou provado que estes administradores atuaram de forma dolosa para esconder do regulador e dos restantes membros da administração os problemas que o BES Angola enfrentava, escreve o Expresso.

O caso BES Angola diz respeito aos créditos concedidos pelo BES ao BES Angola de três mil milhões de euros, sem o BES realizar uma análise do risco desta exposição.

De acordo com o Expresso, a acusação terá provado que Ricardo Salgado e Morais Pires esconderam a verdadeira situação do BES Angola.

Ler mais
Relacionadas

Documentos de clientes da PLMJ expostos na Internet após ataque informático

O blogue “Mercado de Benfica” divulgou ontem documentos com origem nos servidores da PLMJ Advogados, expondo informação de clientes como António Mexia, Manuel Pinho ou Ricardo Salgado. A firma está a avaliar “impacto potencial desse acesso ilegítimo”.

PremiumFundo dos lesados avança para tribunal contra KPMG, administradores da auditora e gestores do BES

Fundo dos lesados avança este ano com ações contra 13 gestores do BES e a auditora KPMG, exigindo 500 milhões de euros a cada um.

Ricardo Salgado perde recurso na Relação no processo Operação Marquês

O banqueiro alegou que lhe foi negada a prova pericial sobre a existência de vírus informático nas escutas telefónicas do processo, facto que diz ter sido impeditivo de pedir a abertura de instrução e exercer a sua defesa.
Recomendadas

Moody´s espera o Novo Banco e outros bancos concluam algumas alienações de ativos imobiliários em 2019

Enquanto esta tendência é positiva e as perspectivas são favoráveis ​​para 2019, o rácio de NPL médio dos bancos em Portugal ainda é muito fraco em comparação com a média da União Europeia  que era de 3,4% (em setembro de 2018).

easyJet estabelece acordo de ‘code share’ com Cathay Pacific

Com o acordo hoje, dia 21 de janeiro, anunciado, a partir das próximas semanas, os clientes da easyJet poderão voar para Hong Kong a partir do aeroporto de Gatwick (Londres).

MSC Cruzeiros Portugal com crescimento de 34,2% em 2018

Após auditoria anual, a MSC Cruzeiros Portugal terminou o ano de 2018 com um total de 29.748 passageiros, um número superior ao do ano anterior, com 22.158 passageiros,
Comentários