Rita Andrade reforça vontade do Governo Regional em continuar a combater os estereótipos

A secretária regional da Inclusão e dos Assuntos Sociais reconheceu que tem existido uma grande evolução no combate à descriminação étnica e racial mas que é necessário continuar esse trabalho.

Decorreu esta quarta-feira uma conferência que abordou a igualdade e a descriminação racial. A secretária regional da Inclusão e dos Assuntos Sociais, Rita Andrade, destacou que tem existido uma grande evolução no combate à descriminação étnica e racial e reforçou a vontade do executivo madeirense em continuar a trabalhar no sentido de uma plena igualdade no combate a estereótipos.

A conferência foi realizada pela Secretaria Regional em parceria com a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) e teve como convidados Vasco Malta, Adjunto do Alto-Comissariado para as Migrações e Mariana Bettencourt, Conselheira em representação do Governo Regional da Madeira na CICDR.

À margem da conferência Rita Andrade realçou a importância de se continuar a “combater sempre todo o tipo de descriminação étnica e racial”.

“Houve uma grande evolução e muito trabalho feito a este nível. Temos de continuar a combater e a trabalhar no sentido de uma plena igualdade no combate a estereótipos. É esse trabalho que estamos a fazer e vamos continuar a fazer”, reforçou a governante.

A responsável governativa pela área do Assuntos Sociais destacou ainda que saiu nova legislação, em setembro de 2017, relativa ao combate à descriminação étnica ou racial e que a conferência, realizada esta quarta-feira, foi importante no sentido de dar “a possibilidade de conhecer esta lei, de que forma deve ser aplicada”.

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) é a entidade a quem compete acompanhar e aplicar a legislação de combate à discriminação racial ou étnica.