Rui Rio diz que PSD será “um espetador atento” nas negociações do Orçamento de Estado

“Como Presidente do PSD, direi que a coisa não é muito comigo, porque o Orçamento do Estado vai ser construído pelo PS, pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP, e o PSD, nessas circunstâncias, é um espetador atento”, explicou Rui Rio.

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, durante o segundo dia do 38º Congresso do Partido Social Democrata (PSD), em Viana do Castelo, 8 de Fevereiro de 2020.

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, referiu durante uma reunião com os Bombeiros Voluntários de Castelo de Paiva, esta quinta-feira, 27 de agosto, que será “um espetador atento” nas negociações do Orçamento de Estado 2021.

“Como presidente do PSD, direi que a coisa não é muito comigo, porque o Orçamento do Estado vai ser construído pelo PS, pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP, e o PSD, nessas circunstâncias, é um espetador atento”, explicou Rui Rio.

Na quinta-feira, 27 de agosto, na abertura da Feira do Livro de Lisboa, o Presidente da República rejeitou a existência de um cenário de crise política é pura “ficção” e descartou a hipótese de dissolução do Parlamento. Sobre os comentários de Marcelo Rebelo de Sousa, o líder social-democrata considerou “uma declaração de bom senso e espero que não haja crises políticas”.

“O Presidente da República não vai alinhar em crise políticas. Portanto, desenganem-se os que pensam que se não houver esforço de entendimento que vai haver dissolução do Parlamento no curto de espaço de tempo que o Presidente tem pela frente para isso, até ao dia 8 de setembro. Isso é uma aventura, uma crise política em cima da crise da saúde e económica”, garantiu Marcelo Rebelo de Sousa.

As negociações do Orçamento de Estado para 2021 são retomadas hoje e o Governo vai reunir com o Bloco de Esquerda, PAN e PEV. Segundo avançou o “Jornal Económico”, o Bloco de Esquerda (BE), PCP, PAN e PEV prometem aproveitar a oportunidade para viabilizarem medidas no futuro orçamento que não conseguiram integrar no Orçamento de Estado de 2020.

Relacionadas

Rui Rio: “As crianças têm de ter aulas e os jovens têm de estudar”

“Temos de o fazer agora de uma forma diferente daquilo que foi feito em abril ou março, na exata medida em que a economia portuguesa não pode parar. Não podemos parar da mesma maneira porque manifestamente não é possível”, garantiu Rui Rio

OE2020: Depois de adiar reunião, PCP volta a criticar políticas do Governo e entendimento fica mais difícil

O PCP adiou a reunião marcada para esta sexta-feira com o Governo, em São Bento, alegando motivos de agenda. Apesar disso, não se absteve de lançar novas farpas ao Governo de António Costa, que acusa de não ter conseguido dar a resposta mais acertada aos problemas provocados pela pandemia da Covid-19 e se ter virado para os partidos à direita.
Recomendadas

Parlamento discute hoje e vota referendo sobre a eutanásia na sexta-feira

O parlamento discute hoje e vota na sexta-feira uma proposta de referendo sobre a eutanásia, que divide direita e esquerda, mas em que há um bloco maioritário para a “chumbar”, do PS, BE, PCP, PAN e PEV.

OE2021: Federação sindical pediu alterações ao BE e ao PS

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP) pediu hoje aos deputados do Bloco de Esquerda e do Partido Socialista que proponham alterações ao Orçamento do Estado (OE) para 2021 que respondam às reivindicações dos funcionários públicos.

Marcelo promulga diploma que reduz debates europeus na AR para dois por semestre

O Presidente da República promulgou hoje o diploma aprovado por PS e PSD que reduz os debates europeus no parlamento para dois por semestre, depois de ter vetado uma primeira versão que previa apenas um por semestre.
Comentários