Saiba como identificar fake news

Apresentadas como fake news ou poluição informativa são todas as informações cujo conteúdo não corresponde à verdade, ou sem a intenção de causar dano ou mesmo propositadamente falsas com o objetivo de prejudicar o consumidor, estamos perante mensagens falsas que são divulgadas de forma a provocar o pânico.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Com tanta facilidade na divulgação e acesso à informação, como podemos identificar se estamos perante conteúdos credíveis ou fake news

Apresentadas como fake news ou poluição informativa são todas as informações cujo conteúdo não corresponde à verdade, ou sem a intenção de causar dano ou mesmo propositadamente falsas com o objetivo de prejudicar o consumidor, estamos perante mensagens falsas que são divulgadas de forma a provocar o pânico. Se, por um lado, possam haver informações incorretas que não prejudicam ninguém, por outro, existem grandes consequências associadas a algumas situações.

Com a pandemia da doença COVID-19, as fake news intensificaram-se sobretudo pelos sentimentos e reações de incerteza que gravitam à volta deste tema.

Mas afinal como pode o consumidor identificar uma informação falsa? Deixamos-lhe alguns passos:

  1. Pesquise a fonte de informação – quem está a divulgar os factos e verifique se é entidade é credível. Pesquise sobre o seu site, sua missão e os respetivos contactos;
  2. Verifique o autor da notícia. Faça uma pesquisa para verificar se existe mesmo esse autor.
  3. Verifique a data da notícia. Muitas notícias antigas que perdem já o seu o sentido circulam na internet como se fossem actualidade.
  4. Pesquise, caso existam outras fontes citadas ou associadas ao assunto. Veja também a credibilidade das mesmas.
  5. Não fique somente pelos títulos das notícias. Leia todo o conteúdo antes de retirar uma conclusão. Por vezes o título é manipulado para levar o consumidor a abrir a notícia.
  6. Questione as suas ideias primeiramente e procure mais informação. Por vezes, consoante as nossas experiências e vivências, compreendemos a informação de forma errada.
  7. Fale com os entendidos na matéria em causa. Procure saber mais através de quem sabe mais sobre aquele conteúdo em questão.

Estas são as regras de ouro para não ser “enganado” pelas fake news. Seja um consumidor mais atento.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

Ler mais
Recomendadas

Converter documentos Word em apresentações PowerPoint automaticamente? Vai ser possível

A criação de apresentações PowerPoint será muito facilitada quando esta nova funcionalidade estiver implementada no Microsoft Word.

Conheça os rótulos europeus de eficiência hídrica e energética e poupe centenas de euros por ano

Nestas imagens fica a conhecer os rótulos para aumentar a poupança. Se utilizássemos equipamentos mais eficientes, o montante a pagar na fatura seria substancialmente reduzido, refere a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

Quase 4.400 entidades integram a lista de candidatas à consignação do IRS

Entre misericórdias, fundações, casas do povo, teatros, centros sociais e paroquiais, igrejas, bombeiros e variadas associações um total de 4.399 entidades integra a lista de candidatos à fatia de imposto que os contribuintes lhes podem consignar quando fazem a entrega da sua declaração anual do imposto.
Comentários