Saiba o que fazer para comprar online em segurança

Quando existe um conflito de consumo online e não é possível chegar a acordo, pode recorrer a um site da Comissão Europeia chamado Resolução de Litígios em linha, sendo uma outra opção em relação aos tribunais.

O número de consumidores que compram pela internet é significativo, sendo a sua maioria jovem. A comodidade e facilidade de comprar em linha é de grande agrado para os mais novos.

Todavia, é necessário garantir que os seus direitos de consumidor se mantenham, mesmo optando por comprar à distância. Tenha em atenção os riscos ao comprar online. Para isso, basta estar atento e manter-se informado.

Dicas para comprar em segurança:

  • Opte por comprar em lojas conhecidas (verifique o nome, morada, contacto telefónico, e-mail e o número de contribuinte do vendedor);
  • Desconfie das lojas onde não é possível encontrar o endereço físico ou que apenas apresentam um endereço postal;

Tenha cuidado com o fornecimento dos seus dados bancários e pessoais. Antes de fazê-lo certifique-se das seguintes situações:

  • Procure informação se o sítio tem sistemas de encriptação para o pagamento e consulte o grau da mesma;
  • Os endereços https são páginas mais seguras que as páginas http;
  • Saiba que pode pagar as compras com o cartão de crédito tradicional ou específico, por transferência bancária, débito direito, cartão de débito, entre outros…. Prefira pagar no ato de entrega, por transferência bancária ou débito direito, são os mais seguros;
  • Se optar pelo pagamento através de cartão de crédito, verifique os extratos feitos pela entidade. Em caso de ser uma entidade fraudulenta, pode pedir à sua entidade bancária para anular o pagamento efetuado e restituir os montantes debitados;
  • Assegure-se dos fins para que são utilizados os seus dados pessoais e confirme se a empresa a quem está a cede-los a terceiros.

Numa situação de burla, a lei indica que tem de apresentar queixa no prazo de 6 meses, a contar da data em que tem conhecimento do caso.

Quando existe um conflito de consumo online e não é possível chegar a acordo, pode recorrer a um site da Comissão Europeia chamado Resolução de Litígios em linha, sendo uma outra opção em relação aos tribunais. Os casos são normalmente resolvidos, através desta plataforma, em 90 dias, em média.

Mantenha-se sempre informado com a DECO.

Procure-nos em: DECO MADEIRA está à sua espera na Loja do Munícipe do Caniço, Edifício Jardins do Caniço loja 25, Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 014 Caniço; deco.madeira@deco.pt

Ler mais
Recomendadas

A pensar em casar para o ano? Saiba quanto custa um casamento

Por menos convidados que se tenha num casamento, esta é uma cerimónia tem sempre custos avultados: entre o copo d’água, o catering, a roupa dos noivos e outros tantos pormenores, é difícil fazer a festa por menos de 20 mil euros.

WiZink lança Unido, a primeira app em Portugal aberta a todos utilizadores

A app gratuita funciona de forma independente, está aberta e disponível para todos os utilizadores, independentemente das entidades financeiras em que sejam clientes.

Sabia que é possível resolver conflitos de consumo através da internet?

Encomendar produtos em sites com sede em qualquer ponto da Europa já não é uma compra sem rede. A plataforma RLL, um sítio interativo, gratuito, acessível em todas as línguas oficiais do espaço europeu, gerida pelo Centro Europeu do Consumidor, pode apoiá-lo em caso de conflito.
Comentários