Saiba que cuidados tem de ter na utilização do gás em casa

Os principais riscos associados estão relacionados com a fuga de gás, que não é fácil de detetar, bem como o perigo de inalação de monóxido de carbono, resultante da combustão do gás.

A maioria das habitações portuguesas optam pelo gás, seja o chamado gás natural, seja o de botija, quanto para cozinhar, como para aquecer, por exemplo. Contudo, o uso de gás exige algumas precauções de modo a evitar acidentes.

Os principais riscos associados estão relacionados com a fuga de gás, que não é fácil de detetar, bem como o perigo de inalação de monóxido de carbono, resultante da combustão do gás.

Os equipamentos domésticos podem funcionar com gás natural, uma fonte de energia de origem natural, porque resulta da decomposição de matéria orgânica vegetal e animal acumulada em jazidas naturais subterrâneas, por isso, não sofre grandes processamentos desde a extração até ao consumo. Tem mais 70% por gás metano e assegura uma queima mais limpa, eficiente, económica e segura do que, por exemplo, o gás butano.

Por sua vez, o gás butano, a tradicional garrafa ou botija de gás utilizada em fogões e esquentadores, exige um cuidado redobrado por ser mais sensível às exigências de segurança, rendimento, limpeza e economia.

Por fim, existe o gás propano canalizado que, na família dos gases domésticos é o mais eficaz em termos de calor, assemelhando-se ao gás natural no que respeita à comodidade e segurança. Está constantemente disponível, sem interrupções, nas casas dos consumidores. Após a sua instalação, necessita de uma vistoria certificada para serem verificados os níveis de monóxido de carbono e garantida a segurança do abastecimento, obrigando a uma vistoria regular.

Para evitar acidentes com fins dramáticos, acautele as seguintes situações:

  • Não tenha esquentadores em espaços não ventilados ou em casas de banho;
  • Não deixe o esquentador ligado sem estar ninguém em casa;
  • Nunca deixe o fogão ligado sem estar ninguém em casa;
  • Não utilize os tubos do gás para pendurar objetos;
  • Afaste as garrafas de gás de qualquer fonte de calor;
  • Não guarde as garrafas de gás em caves e mantenha-as sempre na vertical;
  • Nunca utilize fósforos ou isqueiros para procurar fugas de gás;

Em caso de suspeitar de uma fuga de gás e risco de inalação do mesmo ou de monóxido de carbono, fique atento a sintomas como tonturas e dores de cabeça, sonolência e perda de forças, pele arroxeada e perda de consciência. Nesses casos deve contactar imediatamente o 112.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube! Visite o nosso site DECO.PT

Recomendadas

Negócio dos aparelhos auditivos milagrosos. Saiba como se pode proteger destas vendas

Os consumidores, na sua maioria cidadãos idosos, mais vulneráveis às estratégias de venda agressiva, e que apresentam algum défice auditivo, afirmam ter conhecimento da venda destes aparelhos através da publicidade e de contactos promocionais, pelo telefone ou à porta de casa, ou mesmo em estabelecimentos comerciais.

Portugueses em teletrabalho gastam menos 161 euros por mês, revela estudo

Segundo o inquérito da plataforma Fixando, a poupança deve-se sobretudo às deslocações para os postos de trabalho.

TAP anuncia Punta Cana como nova rota para “reforçar a competitividade”

Em comunicado a TAP refere que está a aproveitar as oportunidades de mercado para “planear e otimizar a sua rede de destinos”, tendo em consideração a sua estratégia de rede de conexão entre a Europa e as Américas. A partir do próximo Inverno, a TAP vai ter um voo direto para Punta Cana, na República Dominicana, com uma oferta de dois voos por semana.
Comentários