Saída da Força Aérea do Montijo para construção do novo aeroporto custa 100 milhões de euros, diz ministro da Defesa

O valor é uma estimativa do ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, apresentada durante uma audição conjunta das comissões de Orçamento e Finanças e da Defesa Nacional, no Parlamento, esta quarta-feira. Será necessário que a verba seja refletida “no âmbito da relação entre o Estado e a entidade que tem a gestão do aeroporto”, a Vinci.

Miguel A. Lopes / Lusa

A construção do novo aeroporto no Montijo, que será complementar ao aeroporto da Portela, implica uma transferência de material das Forças Armadas e, por isso, vai “vai afetar, direta ou indiretamente, sete das dez esquadras da Força Aérea”, sendo que a saída dos militares da base do Montijo terá um custo a rondar os 100 milhões de euros, segundo estimativa do ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

Na audição conjunta das comissões de Orçamento e Finanças e da Defesa Nacional sobre o Orçamento do Estado de 2020 (OE 2020), esta quarta-feira, João Gomes Cravinho explicou que toda a operação do novo aeroporto implica a saída da Força Aérea do Montijo. A transferência dos helicópteros que estão no Montijo para a base militar de Sintra e dos aviões de treino Épsilon para a base militar de Beja, terá um impacto orçamental “na ordem dos 100 milhões de euros”.

O valor, contudo, é uma estimativa do ministro sendo a necessário que a verba seja refletida “no âmbito da relação entre o Estado e a entidade que tem a gestão do aeroporto”, a empresa de origem francesa Vinci.

A construção do novo aeroporto no Montijo já obteve parecer favorável da Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Na terça-feira à noite, 21 de janeiro, a APA aprovou o empreendimento cujo projeto é responsabilidade da ANA, mas manteve a decisão sob condicionantes, que já tinham sido elencadas na DIA – Declaração de Impacto Ambiental preliminar, emitida há a 30 de outubro de 2019 -, exigindo investimentos suplementares de cerca de 48 milhões de euros à ANA – Aeroportos de Portugal.

Agência do Ambiente deu ‘luz verde’ definitiva ao Montijo, mas mantém condições

Ler mais
Relacionadas

ANA considera positiva emissão de DIA mesmo sem considerar as suas propostas

A ANA – Aeroportos de Portugal considerou hoje positiva a emissão da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do aeroporto no Montijo, mas salientou o facto de a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) não ter acolhido as suas propostas alternativas.

Aeroporto Montijo: Governo congratula-se com declaração ambiental da APA, passo que faltava para a obra

O Governo congratulou-se esta quarta-feira com a emissão da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), considerando que este era o passo que faltava para avançar com o aeroporto do Montijo.

Aeroporto Montijo: PCP critica “cedência” à Vinci e insiste em aeroporto em Alcochete

“Por mais que queiram justificar a construção de um apeadeiro, o que Portugal precisa é de um novo aeroporto! Que tenha capacidade de expansão e de desenvolvimento, que permita um investimento faseado para dar resposta às necessidades futuras do país”, afirmou o PCP

Aeroporto Montijo: Construção depende da aprovação do projeto de execução e respetivo relatório ambiental

A construção do novo aeroporto do Montijo, declarada na terça-feira ambientalmente viável pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), só pode avançar após aprovação dos respetivos projeto de execução e relatório de conformidade ambiental.
Recomendadas

Marega pede para ser substituído por cânticos racistas dos adeptos do Guimarães

O jogador do FC Porto Marega pediu hoje, ao minuto 71, para ser substituído do encontro com o Vitória de Guimarães, a contar para a 21.ª jornada da I Liga de futebol, por alegados cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense.

Morreu o ator e argumentista Tozé Martinho

O ator e argumentista Tozé Martinho morreu hoje, os 72 anos, no Hospital de Cascais, disse à Lusa fonte da família, devido a uma paragem cardiorrespiratória.

Covid-19: Dois novos casos suspeitos em Portugal

A Direção-Geral da Saúde informou hoje que há mais dois casos suspeitos de infeção pelo coronavírus Covid-19 em Portugal, após avaliação clínica e epidemiológica.
Comentários