Salário médio em Cuba foi de 25 euros no ano passado

Os setores mais bem pagos na ilha são os da indústria açucareira e da exploração de minas, mostra o relatório “Salário Médio em Cifras 2016” do Escritório Nacional de Estatística e Informação local.

Ler mais

O salário médio mensal em Cuba em 2016 foi de 740 pesos cubanos (CUP), equivalentes a pouco mais de 29 dólare (25,3 euros), segundo a publicação Salário Médio em Cifras 2016, divulgada esta quinta-feira no site do Escritório Nacional de Estatística e Informação da ilha. A entidade calcula o salário médio mensal por províncias desde 2007 e o salário médio mensal por categoria de atividade econômica desde 2014, explica agência espanhola EFE.

Segundo os dados, o salário cubano aumenta em setores como o açucareiro, o mais bem pago do país. com salários médios de 1.246 CUP (US$ 49,8), e cai nos de administração pública, defesa e segurança social, com 510 CUP (US$ 20,4). Conforme  o relatório, o salário médio cubano passou de 408 CUP (US$ 16,3) em 2007 para 740 CUP (US$29,6) em 2016.

Em relação às províncias, as que têm melhores salários são Ciego de Ávila (816 CUP/US$ 32,6), Villa Clara (808 CUP/US$ 32,3) e Matanzas (806 CUP/US$ 32,2), enquanto que os salários mais baixos são recebidos em Guantánamo (633 CUP/US$ 25,3), Isla de la Juventud (655 CUP/US$ 26,2) e Santiago de Cuba (657 CUP/US$ 26,2).

Os setores mais bem pagos na ilha são os da indústria açucareira (1.246 CUP/US$ 49,8), da exploração de minas (1.218 CUP/US$ 48,7), da intermediação financeira (1.032 CUP/US$ 41,2) e de agricultura, gado, silvicultura e pesca (991 CUP/US$ 39,6).

Os baixos salários que são pagos aos funcionários cubanos estatais contrasta com o elevado custo dos produtos básicos na ilha, que importa 80% dos alimentos que requer e que são objeto constante de críticas por parte de organizações internacionais e também de movimentos opositores.

A situação é minorizada pelo facto de que saúde e a educação são de acesso universal e gratuito em Cuba e os seus cidadãos recebem alguns alimentos básicos do Estado por meio de uma “caderneta de abastecimento”. No entanto, essa caderneta, que há décadas chegou a cobrir grande parte das necessidades da população – inclusive de roupas, sapatos e brinquedos infantis -, foi reduzindo a quantidade e tipos de produtos subsidiados.a

Relacionadas

Trump corta com Cuba para atingir a Venezuela

Imprensa fala da conexão entre o corte de relações com Cuba e um eventual cerco a Nicolás Maduro. Com o fantasma da intervenção armada por parte dos Estados Unidos a reaparecer.

Cuba acusa Trump de “retórica hostil” a fazer lembrar tempos de “confronto aberto”

As declarações de Raul Castro surgem na sequência da denúncia de Donald Trump de que o acordo com Cuba, promovido pelo seu antecessor, Barack Obama, era “brutal” e que “não ajudava os cubanos e enriquecia o regime”. O presidente norte-americano prometeu ainda “denunciar os crimes do regime Castro”.
Recomendadas

Lei ‘Uber’: PCP vai propor revogação da lei

“Consideramos que já muito mal foi feito, mas ainda vamos a tempo de evitar o agravamento de problemas e a situação gravíssima que está em perspetiva para aquele setor”, anunciou o deputado Bruno Dias.

Turismo: receitas subiram 13% até julho para 8,9 mil milhões de euros

Até julho, as exportações da atividade turística ascenderam a 8.913 milhões de euros, mais 12,86% do que nos primeiros sete meses de 2017, segundo os dados da Balança de Pagamentos hoje divulgados pelo banco central.

Novo código dos contratos públicos vai “destruir engenharia portuguesa”, diz associação do setor

Em causa está “o preço mais baixo como principal (ou mesmo único) critério de avaliação de propostas” para serviços de engenharia de obras públicas previsto no novo Código que entrou em vigor em janeiro, diz a Associação Portuguesa de Projetistas e Consultores.
Comentários