Sara Cerdas defende cooperação na União Europeia para baixar preço dos medicamentos

Para a eurodeputada do PS esta cooperação permitiria uma melhor capacidade de negociação do preço dos fármacos. Sara Cerdas alertou ainda para falhas no fornecimento de medicamentos comuns, devido ao desinvestimento da indústria farmacêutica e descontinuidade de certos fármacos.

A eurodeputada do PS, Sara Cerdas, defendeu a partilha de avaliações e informações dos medicamentos entre os países da União Europeia, de modo a regular o mercado e fazer baixar o preços dos medicamentos, de modo a gerar um acesso equitativo aos fármacos.

“A partilha de avaliações e informações dos medicamentos entre Estados-Membros contribuirá para uma melhor capacidade de negociação do preço dos fármacos. Também temos verificado falhas no fornecimento de medicamentos comuns, devido ao desinvestimento da indústria farmacêutica e descontinuidade de certos fármacos”, referiu Sara Cerdas, após uma reunião com Stella Kyriakides, comissária europeia da Saúde.

Sara Cerdas questionou ainda a comissária da Saúde sobre as estratégias que vão ser seguidas para fornecimento de medicamentos para doenças crónicas, e sublinhou que as regiões ultraperiféricas, onde se inclui a Madeira, seriam as primeiras afectadas caso existissem falhas no fornecimento.

A eurodeputada eleita pelo PS salientou ainda a importância de encontrar tratamentos alternativos no combate à resistência aos antimicrobianos, defendendo uma aposta e investimento na investigação e descoberta de novos fármacos, tendo em conta que se está a “deixar de ter resposta às infeções resistentes” a todas as classes de antibióticos.

“Prevê-se que esta condição aumente nos próximos anos, surtindo efeitos graves na saúde a todos os níveis, com danos económicos globais incalculáveis. Precisamos de agir imediatamente, apostar em parcerias bilaterais e promover a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação”, acrescentou.

Recomendadas

Governo Regional apoia cultura com sete protocolos no valor de 57 mil euros

Os sete protocolos beneficiam as seguintes associações: Associação Cultural, Desportiva, e Recreativa Avesso, a Companhia Contigo Teatro, o Orfeão Madeirense, o Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova, Paulo Rúben Martins Silva, ator e produtor do II Festival Internacional das Artes de Rua da Madeira, a Banda Recreio Camponês e o Grupo de Teatro de Machico.

Novo líder do PS/Madeira diz que vai estar “sempre contra” o centralismo do Estado

Paulo Cafôfo, afirmou que vai estar “sempre contra” o centralismo do Estado e garantiu que o seu projeto político assenta na transparência democrática.

Mais de 100 mil testes à Covid-19 processados no laboratório do SESARAM

Desde o dia 29 de fevereiro de 2020, o Laboratório do Serviço de Patologia Clínica do SESARAM realiza o processamento de testes PCR à Covid-19 na Região Autónoma da Madeira.
Comentários