Sata/Privatização: Concurso anulado após divulgação de documentos que causaram “sério dano”

Em causa está a divulgação de documentos que indicam que não havia uma proposta formal dos islandeses da Icelandic para comprar 49% da Azores Airlines. O Governo dos Açores disse que deu indicações ao conselho de administração da SATA para anular o presente concurso e preparar o lançamento de um novo concurso com o mesmo objetivo.

O concurso de privatização de 49% da Azores Airlines foi anulado depois da divulgação de documentos que causaram “um sério dano ao grupo SATA e aos Açores”, referiu esta sexta-feira o governo açoriano.

Em nota de imprensa, o Governo dos Açores diz que “decidiu dar orientações ao conselho de administração do grupo SATA para anular o presente concurso público de privatização de 49% do capital social da Azores Airlines e preparar o lançamento de um novo concurso com o mesmo objetivo”.

Em causa estão notícias da RTP/Açores, citando documentos privados da comissão de inquérito do parlamento açoriano ao setor empresarial público, indicando que não havia uma proposta formal apresentada pelos islandeses da Icelandic, única entidade qualificada para a segunda fase da alienação, antes o intuito de abrir um período de negociações com a SATA.

Esta manhã, a secretária regional com a tutela dos Transportes, Ana Cunha, disse aos jornalistas que havia uma proposta formal da Icelandic para a compra de 49% da Azores Airlines e não apenas uma carta pedindo o abrir de negociações.

Recomendadas

Schindler equipa Savoy Palace com os “mais rápidos” elevadores instalados pela empresa na Madeira

Os elevadores serão os mais rápidos instalados pela empresa na Madeira, diz a Schindler. O equipamento inclui tecnologia que permite melhorar o tempo de funcionamento e oferecer melhor comodidade.

Pedro Costa Neves põe possibilidade de “equilíbrio psíquico” que se perturbou de Rafael Macedo

“Acho lógico que haja uma suspensão para se chegar ao cerne da questão”, pois “a verdade dele pode não ser a verdade real”, diz o médico do Hospital da Luz.

Funchal recebe Fórum Regional de Autarquias Participativas

O objectivo do evento passa por criar espaços de debate e reflexão sobre democracia participativa e cidadã.
Comentários