Savoy Signature apresenta novas ofertas para estadias longas

A Savoy Signature lançou novas ofertas para quem queira conciliar férias em família ou em teletrabalho com o isolamento e segurança de um lar, mas com os serviços de uma estadia de hotel.

A Savoy Signature apresentou novas ofertas para estadias longas, para quem queira conciliar férias em família ou em teletrabalho com o isolamento e segurança de um lar, mas com os serviços de uma estadia de hotel.

Esta oferta está disponível para o Savoy Palace, Saccharum e Calheta Beach, e podem ser personalizadas de acordo com as necessidades do cliente.

Uma das ofertas é a Long Stays – Digital Nómadas.

“Para além de oferecer o máximo conforto para trabalhar a partir do quarto, coloca também à disposição um exclusivo centro de negócios ou espaço de co-work, com acesso gratuito a wi-fi de alta velocidade e uma equipa totalmente dedicada 24h/24h”, diz a cadeia hotelaria.

“Disponível para estadias com um mínimo de 30 noites, o pacote de vantagens inclui – além do acesso a uma grande variedade de restaurantes e bares, a ginásio, spa, piscinas e extensos jardins – um conjunto de comodidades pensadas para quem necessita de estar focado no trabalho. Destaca-se o serviço de limpeza durante a hora do almoço, o room service sem taxa de serviço (sempre que acima dos 15 euros), os serviços do centro de negócios, duas horas de salas de reuniões gratuitas ou salas de trabalho sob reservas especiais”, acrescenta.

Outra oferta é a Long Stays – Escapadinhas, que também está disponível para reservas com um mínimo de 30 noites.

“Com estes novos pacotes para estadias de longo prazo queremos complementar a oferta da coleção e criar opções que se adequem às necessidades dos nossos hóspedes – quer pretendam conciliar o trabalho à distância com conhecer um novo destino, dentro daquilo que as atuais medidas de confinamento permitem, ou um retiro em família, sem colocar em causa as contingências sanitárias, num ambiente revigorante”, explicou Ricardo Farinha, CCO da Savoy Signature.

Ler mais
Recomendadas

Madeira quer estar incluída no Banco de Fomento até final do mês

O vice-presidente do executivo madeirense considerou que “se há uma ajuda comunitária à constituição de um banco de fomento para servir a nível nacional, não faz qualquer sentido as regiões não estarem lá representadas”.

Madeira: CDS-PP espera que nova Lei das Finanças Regionais esteja em vigor no primeiro semestre de 2022

o PSD e o CDS-PP já apresentaram as suas propostas para uma nova Lei das Finanças Regionais. Entre elas a integração de um Fundo de Coesão Social, que compense os custos acrescidos das regiões autónomas na Educação e Saúde, e alterações na fiscalidade, que prevê que as taxas de IRS e IRC variem consoante as necessidades.

Saiba o que pode fazer para poupar água

Equipe as torneiras da sua casa com redutores e reduza o seu caudal em cerca de 50%.
Comentários