Seguro Auto: como cancelar e porque deve fazê-lo?

O seguro automóvel é obrigatório por lei, não podendo um veículo a motor circular na estrada sem ter esta garantia. Sendo uma despesa fixa da qual não se pode livrar, importa contratar o que tiver as coberturas que realmente necessita pelo melhor preço possível. Não está satisfeito com o que tem atualmente? Saiba como cancelar o seguro automóvel e se lhe compensa fazê-lo.

Qualquer contrato que faça, seja de que produto ou serviço for, é sempre passível de ser anulado. No entanto, normalmente existem regras e condições para essa rescisão. Descubra, no caso do seguro para carro ou mota, em que situações pode rescindir e como proceder.

As condições do seu seguro encontram-se elencadas na apólice do mesmo, pelo que é imprescindível que consulte este documento atentamente para saber em que moldes pode cancelar e como fazê-lo de forma correta.

O que pode levar a cancelar o seguro automóvel?

Atente nas hipóteses abaixo e veja, em primeiro lugar, se se encontra perante alguma destas situações.

#1 – Vendeu ou deu a viatura

Neste caso, o proprietário do veículo mudou, pelo que pode cancelar o seguro automóvel ou transferi-lo para outra viatura que tenha, acabando por poder, desta forma, aproveitar o valor do prémio que já tinha pagado e quiçá continuar a beneficiar das mesmas coberturas.

#2 – O automóvel já não existe

Mandou o seu veículo para abate, por exemplo, devido a um acidente que levou à perda total da viatura? Neste caso, cancelar o seguro automóvel torna-se óbvio, pois não vai estar a pagar a proteção de um carro que já não existe. Necessitará de apresentar um comprovativo de abate da viatura.

#3 – O valor do prémio é muito elevado

Foi aliciado por outra companhia de seguros que lhe mostrou que consegue um seguro com as mesmas coberturas que o seu (ou similar) por um prémio mais baixo? É natural que queira poupar.

#4 – Falecimento do tomador do seguro

Em caso de óbito do tomador do seguro, é possível cancelar o seguro automóvel. Embora o procedimento a seguir nesta situação possa variar consoante a seguradora, normalmente é necessário apresentar os seguintes documentos em conjunto com um pedido de anulação, por escrito, efetuado por um dos herdeiros:

Como cancelar o seguro automóvel?

Existem duas formas de cancelar o seguro automóvel: por justa causa ou por denúncia do contrato.

Em que situações pode invocar justa causa?

A qualquer momento do contrato é possível cancelar o seguro automóvel se tiver uma boa justificação para fazê-lo. As situações que a motivam já foram explanadas acima e podem ser:

  • Venda da viatura: neste caso, tem de entregar, à seguradora, a Carta Verde, o comprovativo de venda do carro e um formulário preenchido para o efeito (fornecido pela mesma);
  • Extinção da matrícula;
  • Abate;
  • Morte do tomador do seguro.

Peça o estorno do prémio

Se, por acaso, já tinha pagado o prémio anual, mas invoca uma justa causa plausível para cancelar o seguro automóvel, pode solicitar o estorno (ou seja, devolução) do prémio correspondente ao período de tempo durante o qual já não vai usufruir do seguro. Deve fazer este pedido por escrito (consulte a sua seguradora para ficar a par do procedimento).

O montante do prémio a estornar será calculado entre a data em que a cessação produz efeitos e o término do contrato que estava acordado previamente. Uma vez invocada esta vontade, o tomador do seguro tem o dever de restituir, à seguradora, o dístico e o certificado que comprovam a existência do seguro (caso a validade destes documentos seja posterior à data de resolução), no prazo de oito dias.

Tenha atenção:

Pese embora o direito que lhe assiste de solicitar o estorno do prémio, existem seguradoras que se recusam a devolver essa quantia se houver registo de sinistros durante a anuidade.

Pode denunciar o contrato a qualquer tempo?

Sem justa causa, dificilmente. É possível cancelar o seguro automóvel mediante a denúncia do contrato na altura da sua renovação, sendo necessário notificar a seguradora desta intenção com, pelo menos, 30 dias de antecedência e por escrito (especialmente se estiver a pagar por débito direto, para que a seguradora não debite o valor do mês seguinte).

Todas as apólices possuem um prazo de renovação, pelo que nesta data ambas as partes (seja o tomador do seguro ou a companhia de seguros) têm o direito de rescindir.

 

É possível alterar as coberturas da apólice em vez de cancelar o seguro automóvel?

Algumas seguradoras permitem isto. Para tal, o tomador do seguro deve fazer um pedido por escrito com as alterações que deseja.

Por vezes também é possível solicitar uma alteração do método de pagamento.

Em conclusão

Diversas razões poderão estar na origem da decisão de cancelar o seguro automóvel. As condições para esta desistência podem variar consoante a companhia de seguros – o ideal até é que se coloque a par destes procedimentos no momento da contratação, pois assim evita surpresas futuras.

Ler mais
Relacionadas

Passo a passo: como comprar carros penhorados?

Está a pensar trocar de carro, mas ainda não encontrou o negócio ideal? Se ainda não consultou os bens penhorados pelas Finanças, não deixe de fazê-lo. Entre esses bens, podem constar carros penhorados ou declarados abandonados a favor do Estado e que estão à venda. Saiba onde encontrá-los e como pode fazer uma proposta de compra.

Estes motivos podem levar ao agravamento do seu seguro automóvel

O prémio de um seguro automóvel varia consoante o veículo e o condutor, mas existem outros aspetos que contribuem para um aumento deste valor.

Como escolher o melhor seguro automóvel?

Ter um seguro automóvel não só é obrigatório por lei como é indispensável para proteção face a eventuais acidentes ou danos. Mas a questão que se coloca é: como escolher o melhor seguro automóvel?

O que é uma apólice de seguro auto?

Quando contrata um seguro (seja este de que natureza for: automóvel, de saúde, de vida, etc.), o documento que o formaliza é chamado de apólice de seguro – provavelmente já ouviu esta expressão. Antes de assinar um contrato com uma seguradora, deve garantir que a sua apólice contém todas as coberturas de que realmente precisa.

Como comprar um carro usado sem ser enganado?

Um automóvel é um bem que rapidamente sofre desvalorizações. Porém, adquirir uma viatura nova nem sempre compensa, porque sai sempre mais caro e ao fim de um ano já o veículo perdeu grande parte do seu valor de mercado (este decréscimo costuma ser de 15% a 20% ao ano). A questão que se coloca, porém, é a de como comprar um carro usado sem ser enganado. Descubra os maiores cuidados a ter.

Saiba como preencher a declaração amigável de acidente automóvel

Quando tem um acidente, tem de preencher a Declaração Amigável de Acidente Automóvel no sentido de participar o sinistro à sua seguradora. A entrega deste impresso deve ser feita quando ambos os intervenientes estão de acordo sobre a forma como o acidente ocorreu. Descubra tudo o que deve saber sobre este documento.
Recomendadas

Metro de Lisboa reduz oferta de transporte nas linhas azul e amarela

O Metropolitano de Lisboa manterá o seu serviço de exploração com a oferta a 100% nas linhas verde e vermelha, continuando a operar na sua capacidade máxima disponível, sem alterações à oferta nos dias úteis.

O que devo fazer se emigrar e tiver um contrato de telecomunicações

Se o contrato previr este caso, basta referi-las à operadora, mas se tal não está expresso, pode tentar apelar à compreensão da empresa: exponha a situação por escrito e inclua comprovativos de que vai mudar de país, sendo uma alteração de circunstância em causa. Poderá ainda avançar para um julgado de paz ou centro de arbitragem de conflitos de consumo. Mas primeiro faça as contas ao que falta pagar do período de fidelização e aos custos do processo.

Parcómetros de Gaia suspensos até final de fevereiro

As empresas que gerem o estacionamento concessionado em Vila Nova de Gaia não vão cobrar parcómetros até ao final de fevereiro e será a câmara a assumir a perda de receita, divulgou hoje aquela autarquia do distrito do Porto.
Comentários