Seguro automóvel: sabe como participar um sinistro online?

Evite ter de preencher papelada em caso de acidente rodoviário, veja como preencher a declaração amigável através do smartphone.

A aplicação e-SEGURNET permite a participação e a comunicação de um sinistro automóvel às seguradoras dos intervenientes, de forma mais fácil e rápida. Além de agilizar este processo, a e-SEGURNET permite ainda manter os seus dados e os do veículo acessíveis, para que possa consultar a qualquer momento, através do seu smartphone.

Esta app foi criada pelas seguradoras, sendo uma alternativa à tradicional Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA) e tornando o processo de participação de um acidente menos moroso.

Nunca é demais relembrar da importância de ter um seguro automóvel adequado às suas necessidades e disponibilidade financeira, porque os imprevistos acontecem e nunca se sabe quando poderá precisar de proteção em caso de acidente.

Como participar um sinistro online através da app e-SEGURNET?

O objetivo da app e-SEGURNET é facilitar o processo de participação de um acidente às seguradoras, independentemente do número de intervenientes em questão.

Esta aplicação é uma alternativa à Declaração Amigável de Acidente Automóvel em papel, contendo as mesmas secções para preenchimento, mas em formato digital.

Imaginemos que pretende participar um sinistro, o primeiro passo é instalar a aplicação e-SEGURNET no seu smartphone, depois deve preencher a participação com os dados solicitados e, por fim, assinar e enviar para as seguradoras.

#1 – Instalar a app e-SEGURNET

A e-SEGURNET pode ser instalada no momento do acidente, caso tenha acesso à Internet no local. No entanto, é recomendado que instale a aplicação previamente, para que possa testar as suas funcionalidades e preencher, desde logo, alguns dos seus dados pessoais e dos veículos, para facilitar o processo de participação do sinistro posteriormente.

Ter um acidente é algo que não conseguimos prever, porém, mais vale jogar pelo seguro e ter a app pronta a utilizar para que, caso se dê algum imprevisto, o processo de participação seja mais rápido.

A aplicação e-SEGURNET é totalmente gratuita e está disponível em iOS, Android e Windows Phone. Para instalar, basta aceder à App Store, Google play ou Windows Store, dependendo do sistema operativo do seu smartphone, pesquisar por “e-SEGURNET” e descarregar.

Depois de instalada, deve criar uma conta selecionando a opção “Registe-se”, a qual aparece no ecrã assim que abre a app, seguindo os passos indicados.

 

#2 – Criar e preencher participação

Se, no momento do acidente, já tiver a aplicação previamente instalada e configurada, deve fazer o login com os seus dados de registo e depois selecionar a opção “Nova Participação”.

Irá aparecer um ecrã com perguntas às quais tem de responder obrigatoriamente para poder dar continuidade ao processo, as quais visam dar contexto ao acidente (tais como onde ocorreu, se existem feridos, entre outras).

Atenção:

Esta aplicação só pode ser utilizada para acidentes ocorridos em Portugal e cujos veículos envolvidos estejam segurados em empresas que operem em Portugal. Ao responder negativamente a estas perguntas, não pode participar o sinistro através da e-SEGURNET.

De seguida, terá de preencher os campos pedidos pela aplicação, sendo estes:

1. Data e local do acidente;
2. Dados relativos ao veículo A:

  • Tomador do seguro;
  • Veículo;
  • Apólice de seguro;
  • Condutor;
  • Danos ocorridos;
  • Circunstâncias específicas;
  • Observações (se necessário);

Tome nota:

Caso tenha realizado o registo prévio de alguns dados pessoais, do veículo e do seguro, estes serão automaticamente preenchidos pelo sistema.

3. Dados relativos ao veículo B (caso se aplique);
4. Esquema do acidente, em que pode representar a situação na estrada, recorrendo a vias, sinais entre outros elementos, de forma a recriar o sinistro;
5. Outros dados, em que é possível adicionar fotografias do acidente, bem como preencher informações relativas às testemunhas, caso existam;
6. Mais veículos, caso haja três ou mais envolvidos.

#3 – Assinar a participação e enviar para a seguradora

Após preenchidos os dados na e-SEGURNET, é-lhe apresentado um resumo da participação. Depois de confirmados todos os dados, deve submeter a informação para que, de seguida, lhe seja enviado um SMS com um código para fazer a assinatura.

Depois de receber o código, deve aceder à página inicial da app e selecionar “Assinatura”. Ser-lhe-á solicitado que insira o código recebido por SMS para finalizar o processo.

Todos os intervenientes recebem um código nos seus telemóveis, que devem registar no dispositivo móvel que estiver a ser utilizado para o preenchimento da declaração.

Uma vez completados estes passos, a participação na e-SEGURNET é enviada diretamente para as seguradoras de todos os intervenientes. Posteriormente, cada um irá receber um SMS com o resumo dos elementos informados às seguradoras e, por email, a respetiva participação em formato PDF.

A partir deste ponto, para obter informações sobre o estado do processo do acidente, deve contactar a sua seguradora.

 

Não se esqueça:

A partir do momento em que a participação é submetida, tem um tempo limite de duas horas para fazer as assinaturas de todos os intervenientes no acidente.

Independentemente do número de intervenientes no acidente, a participação deve ser preenchida apenas num dispositivo.

A e-SEGURNET tem a funcionalidade de gerar um QR Code que permite partilhar a informação pré preenchida dos outros intervenientes e dos seus veículos, caso estes utilizem a app, para o dispositivo em que a participação está a ser efetuada.

Por exemplo, imaginemos que o acidente se deu entre si e outro interveniente e é através do seu smartphone que vai ser enviada a participação. O outro interveniente pode transmitir o dados que já estão preenchidos na sua aplicação para o seu dispositivo, sem que seja necessário perder tempo a registar todos os dados de novo.

No website da e-SEGURNET está disponível um modo de demonstração “DEMO”, para que possa compreender melhor todo o processo de participação de um sinistro através desta app.

Como proceder se se enganar a preencher os dados?

Caso se engane a preencher os dados, pode corrigi-los no prazo de duas horas. Se enviar a correção dentro deste prazo, terá novamente duas horas a contar do momento em que enviou a correção para proceder às assinaturas.

 

E se quiser enviar informação adicional à seguradora?

Após participar o sinistro através da e-SEGURNET, cada interveniente tem um prazo máximo de oito dias para poder enviar informação adicional apenas à sua seguradora, se assim o desejar.

Esta comunicação com a seguradora pode ser necessária caso pretenda fazer uma descrição mais pormenorizada do acidente, indicar se foi efetuado um teste de alcoolemia por parte das autoridades, se foram identificados feridos, entre outras ocorrências que possam ser importantes.

Existem diferenças entre participar um acidente através da e-SEGURNET ou da Declaração Amigável?

Não existe diferença entre a Declaração Amigável e a e-SEGURNET. Esta aplicação funciona apenas como alternativa à DAAA, sendo reconhecida e verificada por todas as seguradoras que operam no mercado português, pelo que a Declaração Amigável em papel continua a ser válida, caso opte por não utilizar a e-SEGURNET.

Quais as vantagens de usar a aplicação e-SEGURNET?

Com a app e-SEGURNET, participar um sinistro é mais simples, prático e rápido.

Uma vez que pode preencher os seus dados e os dos seus veículos, quando necessitar de preencher a DAAA online, o formulário já aparecerá com as informações pré registadas, evitando erros e tornando o processo mais rápido.

A funcionalidade de geolocalização e o uso da câmera do seu smartphone permitem que a descrição da ocorrência do sinistro seja feita de forma mais precisa, sem que fique de fora nenhum detalhe.

A par destas vantagens, esta app ainda torna o processo de participação o sinistro mais rápido, uma vez que informa automaticamente as seguradoras envolvidas, evitando assim deslocações e entregas de documentos em mão.

Ler mais
Relacionadas

Passo a passo: como comprar carros penhorados?

Está a pensar trocar de carro, mas ainda não encontrou o negócio ideal? Se ainda não consultou os bens penhorados pelas Finanças, não deixe de fazê-lo. Entre esses bens, podem constar carros penhorados ou declarados abandonados a favor do Estado e que estão à venda. Saiba onde encontrá-los e como pode fazer uma proposta de compra.

Tem seguro automóvel? Deve saber em que consiste a franquia

Se já contratou um seguro automóvel, certamente que se deparou com o termo franquia, mas sabe exatamente o que quer dizer? A franquia diz respeito ao montante que fica a seu cargo, enquanto tomador do seguro, em caso de acidente. Neste artigo explicamos-lhe tudo sobre a franquia e como é que afeta o preço do seu seguro auto.

O que fazer em caso de acidente de viação?

Ter conhecimento sobre o que fazer em caso de acidente é crucial para que possa manter a calma e a ponderação durante um acontecimento como este. Descubra tudo neste artigo.

Seguro Auto: como cancelar e porque deve fazê-lo?

O seguro automóvel é obrigatório por lei, não podendo um veículo a motor circular na estrada sem ter esta garantia. Sendo uma despesa fixa da qual não se pode livrar, importa contratar o que tiver as coberturas que realmente necessita pelo melhor preço possível. Não está satisfeito com o que tem atualmente? Saiba como cancelar o seguro automóvel e se lhe compensa fazê-lo.

O que é uma apólice de seguro auto?

Quando contrata um seguro (seja este de que natureza for: automóvel, de saúde, de vida, etc.), o documento que o formaliza é chamado de apólice de seguro – provavelmente já ouviu esta expressão. Antes de assinar um contrato com uma seguradora, deve garantir que a sua apólice contém todas as coberturas de que realmente precisa.

Saiba como preencher a declaração amigável de acidente automóvel

Quando tem um acidente, tem de preencher a Declaração Amigável de Acidente Automóvel no sentido de participar o sinistro à sua seguradora. A entrega deste impresso deve ser feita quando ambos os intervenientes estão de acordo sobre a forma como o acidente ocorreu. Descubra tudo o que deve saber sobre este documento.
Recomendadas

Orçamento de Natal: Não perca as contas às compras

São muitos os consumidores que na azáfama das compras acabam por perder a perceção ao que efetivamente podem gastar, só percebendo mais tarde, do verdadeiro impacto destes gastos no orçamento familiar.

Devo utilizar crédito para fazer compras de natal?

É fácil comprar usando o cartão de crédito ou contratando um crédito. No caso do empréstimo pessoal, este crédito é chamado de fácil aprovação, mas não é barato. As letras miudinhas, pouco claras, desincentivam a leitura dos contratos e dificultam (muito!) a explicação dos encargos elevados que terá de pagar. As palavras “custos” e “juros” estão sempre presentes, pelo que o consumidor deve pensar duas vezes antes de usar o cartão ou o crédito pessoal para fazer as compras de Natal.

Salários até aos 686 euros ficam isentos de IRS em 2021

Retenção de IRS começa para quem ganha mais de 686 euros. Alívio no imposto do próximo ano que reflete a redução as taxas de retenção na fonte do IRS no início de 2021. Medida abrange dois milhões de contribuintes e contempla uma redução média (e progressiva) de 2% nas retenções. Trabalhadores dependentes já podem calcular quanto irão descontar todos os meses.
Comentários