Semapa dispara mais de 3% depois de família Queiroz Pereira rever em alta preço da OPA

Navigator, Galp e BCP valorizam mais de 1% na sessão desta quarta-feira.

Justin Lane/EPA via Lusa

A bolsa de Lisboa está a subir 0,73% para 5.014,06 pontos na sessão desta quarta-feira. As principais praças europeias também estão a negociar em terreno positivo: Londres sobe 0,80%, Paris valoriza 0,23%, Madrid ganha 0,16% e Frankfurt sobe 0,19%.

No PSI 20, a Semapa lidera os ganhos a subir 3,34% para 12,36 euros. Esta valorização acontece depois de a família Queiroz Pereira ter revisto em alta o preço da OPA sobre a Semapa de 11,4 para 12,17 euros.

A holding familiar das herdeiras de Pedro Queiroz Pereira decidiu subir em 6,8% o preço oferecido na OPA sobre a Semapa. Esta subida de 77 cêntimos representa um prémio de 46,5% face ao preço médio ponderado das ações da Semapa nos seis meses anteriores ao lançamento da OPA (8,3 euros por ação).

Segue-se a Navigator a valorizar 1,27% para 2,86 euros, seguida da Galp que sobe 1,33% para 10,11 euros.

Destaque para o BCP que negocia a subir 1,11% para 0,1187 euros. Já os CTT sobem 0,58% para 3,45 euros, enquanto a EDP sobe 0,23% para 5,12 euros.

A EDP Renováveis negoceia em terreno negativo e perde 1,54% para 18,54 euros, com a Jerónimo Martins a recuar 0,38% para 14,39 euros.

A EDP Renováveis fechou a sessão anterior a subir 0,53% depois de o Goldman Sachs ter subido o preço-alvo para os 27,5 euros, uma valorização de quase 47% face ao preço de fecho da sessão de segunda-feira (18,73 euros).

O banco de investimento norte-americano mantém a sua recomendação em “comprar”, na sua “lista de convicções”, e aponta várias razões para a previsão da subida do preço-alvo: a nova potência anual vai subir de 1 gigawatt para 2,5 gigawatts entre 2023-2025 e para um valor acima de 4 gigawatts depois de 2025, com um impacto de 9% no EBITDA entre 2020 e 2030.

A empresa é o quarto maior promotor a nível mundial (sem contar com o mercado chinês) e tem um percurso positivo de mais de 15 anos a atuar no mercado, destaca o GS.

O banco aponta que a EDP Renováveis acabou de realizar um aumento de capital, o que “devem apoiar a forte aceleração do investimento”.

Entre os riscos identificados para o preço-alvo e recomendação, encontram-se os riscos operacionais relacionados com a nova potência instalada que podem resultar em resultados/crescimento abaixo do esperado; depreciação de moedas estrangeiras, como o dólar ou o real; aumentos dos riscos soberanos em Portugal e Espanha; preços mais baixos de eletricidade.

Ler mais

Recomendadas

Possibilidade de moratórias de crédito serem prorrogadas é muito escassa, diz APB

Faria de Oliveira disse ainda que as moratórias não “são o fim da linha” e que as informações que lhe chegam dos bancos é de um “impacto muito reduzido” desde que terminaram as primeiras moratórias, o que aconteceu em 31 de março, com cerca de 86 mil famílias a retomarem o pagamento dos seus créditos à habitação este mês de abril.

Rede Nacional de Expressos reforça ligações em todo o território nacional

Os responsáveis da empresa criticam o facto de Portugal ser atualmente “o único país da União Europeia com este constrangimento de dois terços da lotação do transporte rodoviário, divergindo dos procedimentos europeus e criando dificuldades logísticas e financeiras ao nível do transporte nacional e internacional”.

Mercadona vai investir mais 150 milhões de euros em Portugal em 2021

A previsão para 2021 é de abrir mais nove lojas no nosso país. Com a finalidade de dar continuidade ao seu projeto de expansão em Portugal, a empresa recrutará 500 pessoas, sempre com contrato sem termo desde o primeiro dia.
Comentários