PremiumSindicato: Governo Regional está a tentar “corrigir injustiças”

O Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) pede igualdade para quem tem o mesmo grau académico e profissional.

O presidente do Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT), Luís Dupont, pede equidade e justiça no tratamento dado aos profissionais do sector. Em declarações ao Económico Madeira, Luís Dupont refere que se não existir a entrada de mais Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica na Região Autónoma da Madeira (RAM), alguns serviços poderão ficar comprometidos. O dirigente referiu que o Governo Regional mostrou disponibilidade para contratar mais profissionais, mostrando uma postura do Governo Regional diferente da do nacional, pois “tem a noção das injustiças” criadas a nível Nacional e mostrou intenção de as corrigir.

Como está a situação dos TSDT na Madeira?

A situação atual dos TSDT da Madeira, é semelhante à dos restantes colegas do Continente e da Região Autónoma dos Açores. Todos viveram ao longo dos últimos anos uma situação de injustiça, que esperavam que, com a revisão da carreira, fosse corrigida. Esta injustiça-se verifica-se face a outros grupos profissionais de igual nível académico e profissional, com o mesmo grau de autonomia profissional. Com a publicação do Decreto Legislativo 25/2019, que regulamentou a revisão da carreira a nível de transições e a nova grelha salarial, essa situação não melhorou, pelo contrário, em algumas situações conseguiu piorar. Esperamos conseguir reverter esta situação que é de elementar justiça.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor (Edição Económico Madeira 5 de abril).

Recomendadas

PremiumRui Rio: “Gigante adormecido” acorda a sonhar com um ciclo de vitórias

As últimas sondagens dão margem a Rui Rio para objetivos que pareciam inatingíveis. Depois de silenciar o ruído das guerras internas no PSD, a direção do partido está focada nas eleiçõese promete ser uma alternativa ao Governo.

PremiumHuawei prevê crescer a dois dígitos no negócio de 5G

Grupo chinês diz que até 2022 haverá 500 milhões de utilizadores da tecnologia móvel de quinta geração e pede que a política não interfira na tecnologia.

PremiumPlataforma digital vai aumentar crescimento das exportações

Presidente da agência Aicep, Luís Castro Henriques, tem o apoio da fileira do calçado enquanto setor líder da nova vaga das exportações que já se perfila.
Comentários