Socialista Inês de Medeiros anuncia vitória em Almada

Minutos antes, a candidata da CDU em Almada, Maria das Dores Meira, concedeu a derrota.

Inês de Medeiros

Inês de Medeiros anunciou a vitória do PS nas eleições autárquicas em Almada, apesar de a contagem dos votos ainda não estar concluída.

A socialista começou por “cumprimentar democraticamente todos os candidatos”. Depois agradeceu a “todos os almadenses sem exceção que nos tem acompanhado nos últimos quatro anos”.

Minutos antes, a candidata da CDU em Almada concedeu a derrota. Maria das Dores Meira deu o seu “profundo agradecimento” ao seu partido e apoiantes. A autarquia de Almada era da CDU desde 1989, mas perdeu para o PS em 2017.

Já as sondagens apontam para uma vitória do PS. A sondagem da Católica para a RTP aponta que Inês de Medeiros terá obtido 40% a 45% das intenções de voto, seguida de Maria das Dores Meira da CDU com 30% a 34%, Nuno Matias do PSD com 8% a 12%, Joana Mortágua do BE com 5% a 8%, Manuel Matias do Chega com 3% a 5%, Bruno Coimbra do Iniciativa Liberal com 1% a 3%, e Vítor Pinto do PAN com 1% a 2%.

Na sondagem da Intercampus para a CMTV, Inês de Medeiros terá entre 36% e 40,4%, elegendo entre quatro e seis vereadores, enquanto Maria Dores Meira, até agora presidente da Câmara de Setúbal, ficará por 29,1% a 33,5%, com três a cinco vereadores, depois de Joaquim Judas ter perdido a autarquia para a candidata socialista por poucas centenas de votos.

Em terceiro lugar terá ficado Nuno Matias, do PSD, com 9,2% a 12,8%, elegendo entre zero e dois vereadores, ficando na quarta posição a bloquista Joana Mortágua, com 5,3% a 8,9%, e zero a dois vereadores. Ambos foram vereadores nos últimos quatro anos, com os dois eleitos do PSD a permitir que Inês de Medeiros governasse em maioria.

Já a sondagem do ICS-ISCTE para a SIC atribuiu a vitória a Inês Medeiros, que era a atual autarca de Almada. A reeleita Inês Medeiros, segundo a sondagem da SIC, obteve entre 38,3% e 42,3% dos votos. Segue-se Maria das Dores Meira, da CDU (PEV+PCP) com 28,3% a 32,3% dos votos.

Em terceiro lugar ficou o candidato apoiado pela coligação( PSD, CDS, Aliança, MPT, PPM), Nuno Matias com 9,0% e 12,0% dos votos, Joana Mortágua do BE teve 5,4% e 8,4%.

Manuel Matias, do Chega, obteve entre 3,4% dos votos, e Bruno Coimbra da Iniciativa Liberal ficou com 2,5% a 3,5% dos votos.

 

Recomendadas

Carlos Moedas toma posse como presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Veja em direto

O antigo comissário europeu sucede a Fernando Medina na liderança da Câmara Municipal de Lisboa. Veja a tomada de posse em direto.

PremiumUnião fez a força para o centro-direita retirar câmaras aos socialistas

Coligações lideradas pelos sociais-democratas conquistaram mais 20 autarquias sem perder nenhuma. PSD isolado teve saldo nulo com PS.

PremiumEleições geram meia centena de imbróglios autárquicos

Porto e Sintra juntam-se às câmaras em que os vencedores estão em minoria na vereação e na assembleia municipal. Mais complicada que Lisboa talvez só mesmo Évora, e número de executivos minorítários disparou em relação a 2017.
Comentários