Sporting CP suspende diretor das modalidades Miguel Albuquerque

Na sua edição de hoje, o Correio da Manhã dá conta da condenação, no ano passado, de Miguel Albuquerque a dois anos de e dois meses de prisão, com pena suspensa, por violência física e psicológica para com a ex-mulher, também funcionária do Sporting.

O Sporting suspendeu hoje Miguel Albuquerque, diretor-geral das modalidades do clube, devido às notícias sobre um processo judicial, anunciou hoje o emblema ‘leonino’.

“O Sporting Clube de Portugal vem por este meio comunicar que em virtude das notícias hoje vindas a público sobre o diretor-geral das modalidades, Miguel Albuquerque, o seu contrato de trabalho encontra-se suspenso com efeitos imediatos”, lê-se no comunicado dos ‘leões’.

Na sua edição de hoje, o Correio da Manhã dá conta da condenação, no ano passado, de Miguel Albuquerque a dois anos de e dois meses de prisão, com pena suspensa, por violência física e psicológica para com a ex-mulher, também funcionária do Sporting.

Miguel Albuquerque chegou ao clube lisboeta em 2000/01, então para o gabinete técnico de futsal, tendo, depois, assumido os cargos de diretor-geral de futsal, a partir de 2011/12, e das modalidades, desde setembro de 2018.

 

 

Ler mais
Recomendadas

De Bruno a João. Portugueses dominam maiores valorizações do CIES em novembro

Um em cada três jogadores que mais valorizaram o valor do seu passe futebolístico em novembro é português, de acordo com o CIES – Observatório do Futebol. Saiba quanto valorizaram os cinco jogadores portugueses presentes no Top 15.

Adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio vai custar 1,6 mil milhões de euros

De acordo com o jornal japonês “Yomiuri”, a estimativa inclui o custo de pessoal vinculado ao adiamento e à introdução de novos sistemas de reembolso de bilhetes, mas não estão incluídas medidas contra a disseminação do novo coronavírus.

Mediapro expande modelo de eSports para Portugal

O grupo Mediapro ficará a cargo da produção da eLiga Portugal – competição oficial de Fifa 21, organizada pela Liga Portugal sob a supervisão da Electronic Arts (EA), empresa que produz o videojogo. A eLiga Portugal conta com a participação de 17 das 18 equipas que integram a a primeira divisão portuguesa do futebol (Liga NOS).
Comentários