Sporting SAD falha pagamento dos juros de VMOC devido a prejuízos em 2018/2019

Ainda que tenha registado uma recuperação, a SAD do Sporting apresentou perdas de 7,8 milhões de euros no exercício anual 2018/2019. As perdas registadas impedem Sporting de cumprir pagamento os juros referentes à emissão de VMOC de 2014.

Rodrigo Antunes/Lusa

Pelo quarto ano consecutivo, a Sporting Clube Portugal SAD não vai pagar os juros referentes à emissão de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis (VMOC), porque “não se se verificaram lucros distribuíveis” no relatório e contas anual relativo a 2018/2019, de acordo com o comunicado veiculado pela Comissão do Mercado de Valores (CMVM) na sexta-feira à noite.

“Constata-se, segundo o último relatório de contas anuais da sociedade, aprovado pela assembleia geral da Sporting SAD de 1 de outubro de 2019 […] que não se verificaram lucros distribuíveis, pelo que não estando preeenchida a respetiva condição, não há, por referência à nona data possível de pagamento de juros, 26 de dezembro de 2019, lugar ao pagamento dos mesmos”, lê-se no ponto do 2 do comunicado da SAD leonina na CMVM.

Ainda que tenha registado uma recuperação, a SAD do Sporting apresentou um resultado líquido negativo de 7,8 milhões de euros no exercício anual de 2018/2019.

É o quarto ano consecutivo que a Sporting SAD não regulariza o pagamento de juros relativos à emissão de VMOC em 2011, visto que há quatro exercícios consecutivos que não regista lucros. Contudo, o pagamento de juros foi cumprido nos primeiros cinco anos.

Foi em 2011 e em 2014 que a Sporting SAD realizou uma emissão de VMOC, num valor total a rondar os 135 milhões de euros, tendo o Novo Banco e o BCP como subscritores. O banco liderado por António Ramalho libertou 51,4 milhões de euros, enquanto o banco liderado por Miguel Maya disponibilizou 83,4 milhões de euros.

Relacionadas

Vice-presidente da SAD: “Este acordo é muito importante para a saúde financeira do Sporting”

O acordo prevê que o Sporting compre por 30 cêntimos cada um dos valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis em ações (VMOC) detidos pelo Novo Banco e pelo BCP, que pagaram um euro por cada um destes títulos. A poupança face ao valor nominal é de 94,5 milhões de euros. Estas novas condições permitem aliviar a tesouraria do clube de Alvalade.

Sporting comunica entendimento com Millennium bcp e Novo Banco

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários o clube de Alvalade indica que “procedeu à regularização de todas as obrigações pecuniárias vencidas, encontrando-se assim em cumprimento perante os bancos”.

Sporting paga juros de 4% aos titulares de VMOC se estes não excederem os lucros do clube

A SAD do Sporting avisa os titulares dos VMOC que esses títulos dão lugar ao pagamento de juros à taxa de 4%, mas sujeito a condições.

Luís Marques: “O que mais me chocou foi o amadorismo da gestão do Sporting”

Luís Marques, antigo membro da Comissão de Gestão do Sporting, veio ao Jogo Económico e falou sobre a experiência que teve na SAD do clube e das dificuldades que encontrou nos três meses que antecederam as eleições.
Recomendadas

“Forbes” atualiza lista dos futebolistas mais bem pagos do mundo. CR7 destrona Messi

De Inglaterra a Espanha, passando por França e, surpreendentemente, com um jogador que atua no Japão, conheça a lista dos 10 futebolistas mais bem pagos do mundo.

FPF lança Fan Token oficial da Seleção Nacional

A Federação esclarece que estes $POR Fan Tokens estão disponíveis para compra na aplicação Socios.com e que os detentores desses ativos digitais poderão ganhar a possibilidade de interagirem com a equipa “de uma forma nunca antes vista”.

Rui Costa é candidato à presidência do Benfica

Rui Costa vai candidatar-se à presidência do Benfica nas eleições para o quadriénio 2021-2025, marcadas para 09 de outubro, anunciou hoje o ex-futebolista internacional português, que assumiu a liderança do clube lisboeta após a demissão de Luís Filipe Vieira.
Comentários