SRS assessora Bizay na ronda de 32 milhões de euros

O advogado Paulo Bandeira, sócio e responsável pela área de Startups do escritório, destacou a complexidade negocial e jurídica associada à transação, que combina vários instrumentos de investimento, bem como o valor da mesma.

A sociedade de advogados SRS Advogados assessorou juridicamente a tecnológica 360imprimir/Bizay na mais recente ronda de investimento (série C) da empresa, no valor de 32 milhões de euros.

O financiamento é marcado pela entrada de novos investidores no capital da empresa, os portugueses da Indico Capital Partners, o Banco Europeu de Investimento (BEI) e a Iberis Capital, tendo sido secundada com um reforço de capital da LeadX, Omnes Capital e Pathena, atuais investidores.

O advogado Paulo Bandeira, sócio da SRS e responsável pela área de Startups do escritório, destacou a complexidade negocial e jurídica associada à transação, que combina vários instrumentos de investimento, bem como o valor da mesma, que a traduzem como a maior transação de venture capital realizada em Portugal este ano.

A equipa da firma envolvida nesta operação de investimento teve ainda o envolvimento do sócio Gustavo Oliveira e dos advogados Marco Garrinhas, Solange Fernandes e Giorgio Galli.

Relacionadas

Empresa 360imprimir fecha ronda de investimento de 32 milhões de euros

A ronda de financiamento (Série C) foi co-liderada pela Indico Capital Partners e BEI, tendo contado ainda com o apoio da Iberis Capital, LeadX, Omnes Capital e Pathena.
Recomendadas

PremiumOrdem recebe queixas de inscrições indevidas na Segurança Social

A sustentabilidade da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores está em debate na AR. Jovens defendem que firmas devem comparticipar.

Brexit & RGPD: sinais de um mundo interdependente

A importância e complexidade regulatória inerentes à Proteção de Dados é, desde logo, fundada na necessidade de troca de informações com o Reino Unido para fins de segurança e prevenção de ameaças do foro criminal.
ana_catarina_mendes_ps

PS propõe comissão para avaliar integração da Caixa de Previdência dos Advogados na Segurança Social

O grupo parlamentar socialista considera que o atual sistema de previdência dos advogados e solicitadores é “desajustado” e não tem “nenhum cariz assistencialista”, e deve refletir-se sobre a sua integração na Segurança Social.
Comentários