Startup portuguesa cria plataforma inteligente de compra e gestão de seguros

A Mudey,’insurtech’ cofundada por Ana Teixeira, pretende “revolucionar o mercado de seguros, devolvendo ao consumidor o controlo total do processo”.

A startup portuguesa Mudey criou uma plataforma inteligente de compra e gestão de seguros que permite simular, comparar, comprar e gerir diferentes tipos de seguros das mais variadas seguradoras. A tecnologia da insurtech opera com “total autonomia e transparência”, segundo a jovem empresa.

Através do uso de tecnologia de inteligência artificial, o processo de compra e gestão de seguros é facilitado, permitindo avaliar as diferentes soluções de mercado e contratar os seguros pretendidos. A startup de seguros adianta que, a sua plataforma Mudey, oferece a possibilidade aos seus clientes de receber sugestões personalizadas “de acordo com as suas necessidades, interesses, ocupação profissional e até hobbies. Tudo isto de forma simples, intuitiva e segura, dispensando burocracias desnecessárias e morosas”.

É a primeira plataforma do género em Portugal, e tem como objetivo “revolucionar o mercado de seguros, devolvendo ao consumidor o controlo total do processo”. Ana Teixeira, cofundadora da Mudey, afirma que “os seguros estão geralmente associados a burocracias pesadas, muita documentação, longos tempos de espera e linguagens complexas. A nossa plataforma traz simplicidade, acessibilidade e transparência ao processo de compra e gestão de seguros, permitindo ao consumidor uma gestão autónoma e informada”.

A cofundadora acrescenta que está em “fase de arranque”, pelo que a prioridade da empreendedora, este momento, “é afirmar a Mudey no mercado nacional, alcançando a meta de 5 mil utilizadores até ao final do primeiro ano. Mas temos ambição de internacionalizar o conceito para os mercados da América do Sul e Estados Unidos da América, onde temos já contactos pré-estabelecidos”.

De momento, a plataforma permite comprar e gerir dez seguros, de forma automática e sem intervenção humana – vida, saúde, viagem, acidentes pessoais, bicicleta, trotinete, drones, crianças, família e dentário.

Recomendadas

Criar uma startup em 2021? Atenção às “potenciais armadilhas”, alerta investidor norte-americano

“É fantástico que as duas vacinas experimentais Moderna e Pfizer mostrem resultados de eficácia superiores a 95%. Acho é que devemos ser um bocadinho conservadores sobre quanto é que isso vai afetar os negócios, as economias”, argumentou Geoff Ralston.

Tecnológica de Leiria recruta mais de 20 pessoas

Reatia, uma ‘proptech’ fundada pelo empreendedor português Hugo Venâncio, recebeu financiamento de 1 milhão de euros em outubro.

Como é que as empresas criam empreendedores? “De T.A.M. para T.A.P.”, diz Bionic

“Temos de acabar com o vício de estarmos corretos”, advertiu o empreendedor norte-americano David Kidder no terceiro e último da Web Summit.
Comentários