STEF cresceu 12,2% em Portugal no quarto trimestre de 2019

No conjunto do exercício de 2019, o grupo de transporte e logística alcançou uma faturação de 3.441 milhões de euros, o que traduziu um crescimento de 5,7% (3,9% a perímetro constante).

A STEF, grupo de transporte e logística sob temperatura controlada registou no ano quarto trimestre de 2019 um crescimento de 12,2% na sua atividade em Portugal face ao período homólogo do ano precedente, sem que a empresa tenha revelado os valores absolutos.

Em Espanha, no mesmo período, a STEF, reportou um crescimento do negócio na ordem dos 6,1%.

Em ambos os casos, os responsáveis da STEF entendem que esta evolução ocorreu “graças ao reforço das suas redes de transporte”.

Quanto a Itália, “que registou um bom ano 2019, viu o seu crescimento abrandar devido à fraca dinâmica de consumo alimentar registada no país no quarto trimestre”, adianta um comunicado da STEF.

Por isso na STEF Internacional, “o final do ano foi positivo para as atividades, graças a um bom dinamismo comercial na totalidade das nossas carteiras de clientes: indústrias agroalimentares, distribuidores e restauração”.

No segmento marítimo, que representa 3% do volume de negócios do grupo, verificou-se um impacto negativo devido à perda de serviço nos portos de Bastia e Ajaccio desde 1 de outubro de 2019.

Ainda nesta área, a STEF assinala que o último trimestre do ano passado foi marcado pelo adiamento do concurso público para a delegação de serviço público aos portos departamentais (Propriano e Porto-Vecchio), “declarada vencida em janeiro de 2020 e que é o alvo de nova consulta”.

Em França,  principal mercado da STEF, o volume de negócios foi impactado “por um mês de dezembro perturbador”.

Em termos globais, o Grupo STEF registou um volume de negócios de 888,2 milhões de euros no quarto trimestre do ano passado.

No conjunto do exercício de 2019, a STEF alcançou uma faturação de 3.441 milhões de euros, o que traduziu um crescimento de 5,7% (3,9% a perímetro constante).

“O grupo viveu durante o ano 2019 um crescimento sustentado das suas atividades, com um ligeiro abrandamento no último trimestre, o que reforça a pertinência da nossa estratégia de especialização e da nossa política de crescimento externo. As nossas atividades manipulação e ‘packaging’ industrial, que nos permitem agora oferecer aos nossos clientes um serviço combinado de transporte e logística, registam também um bom desempenho”, sublinha Stanislas Lemor, presidente e diretor geral da STEF.

Os resultados finais da STEF referentes a 2019 deverão ser publicados a 12 de março próximo, após o encerramento da bolsa.

 

 

Ler mais
Recomendadas

BNI Europa agravou prejuízos para 6,6 milhões de euros até junho

O ativo líquido total era em junho passado de 351,5 milhões de euros, neste caso menos 66,5 milhões de euros face a junho de 2019.

Banco de Portugal obriga financeiras em regime de livre prestação de serviços a reporte

Centenas as instituições estão registadas em Portugal como instituições de crédito da União Europeia em regime de livre prestação de serviços e entidades de moeda eletrónica com sede na Europa em regime de livre prestação de serviços, caso dos bancos digitais N26, Openbank ou Revolut.

Transportes Metropolitanos de Lisboa aprovado pelo Conselho Metropolitano

A Área Metropolitana de Lisboa detém a totalidade da empresa, que vai o património da empresa OTLIS – Operadores de Transportes da Região de Lisboa.
Comentários