Tancos: Tiago Barbosa Ribeiro (PS) recusa falar sobre SMS de ex-ministro e frisa que nunca foi ouvido

O deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro recusou-se hoje, em Gaia, a falar sobre a mensagem escrita que terá recebido do ex-ministro Azeredo Lopes referente ao caso de Tancos, frisando que não foi contactado por nenhuma autoridade policial ou judicial.

Tiago Barbosa Ribeiro, dirigente socialista que se recandidata a deputado nas eleições legislativas pelo círculo do Porto, assumiu esta posição em declarações aos jornalistas momentos antes de uma ação de campanha do secretário-geral do PS, António Costa, junto à praia de Arcozelo, no município de Gaia.

Segundo o Ministério Público, o deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro terá recebido no seu telefone uma mensagem escrita do ex-ministro da Defesa Nacional Azeredo Lopes, em que este assumia que sabia a forma como foram recuperadas as armas roubadas na base militar de Tancos.

Tiago Barbosa Ribeiro salientou que não tem “nada a dizer sobre essa matéria”, alegando que Tancos se trata de “um processo judicial”.

“O que conheço sobre esse processo é aquilo que tem vido a ser veiculado pela comunicação social. É um processo que não me diz diretamente respeito. Portanto, nada tenho a acrescentar relativamente a isso”, declarou.

Questionado se confirma o teor da mensagem escrita que recebeu de Azeredo Lopes e se não deveria tê-la comunicado à comissão parlamentar de inquérito sobre o caso de Tancos, Tiago Barbosa Ribeiro insistiu que não faria qualquer comentário sobre o processo.

“Compreendo a curiosidade, mas é um processo que não me diz respeito”, disse, antes de deixar outra nota: “Não fui ouvido por nenhuma autoridade, não fui contactado por nenhuma autoridade”.
“Como tal, nada tenho a acrescentar sobre esta matéria”, reiterou.

Ler mais
Recomendadas

PAN: “Estado de Emergência não significa necessariamente que tenha que existir um confinamento”

Em declarações ao Jornal Económico, Inês Sousa-Real assinala que “o que importa neste momento é percebermos onde é que estão as cadeias de transmissão”, defendendo que proporcionalidade e adequação das medidas consoante as localidades e regiões.

“Não desistimos de nenhuma batalha antes de acabar”. PCP apresenta propostas de alteração ao OE 2021

Entre as medidas apresentadas, no campo da justiça fiscal, João Oliveira anunciou que os comunistas pretendem a “atualização dos escalões IRS, o aumento de mais um escalão neste imposto aumentando a progressividade do mesmo, bem como o aumento dos chamados valores do mínimo de existência e dedução especifica, permitindo cumprir o objetivo de redução da tributação dos rendimentos mais baixos, intermédios”.

Governo vai ter de responder a providência cautelar do Chega contra restrições à circulação sem estado de emergência

Supremo Tribunal Administrativo dá 24 horas ao Conselho de Ministros para se pronunciar sobre alegação de inconstitucionalidade da resolução que proíbe deslocações entre concelhos das 00h00 de sábado até às 06h00 da próxima terça-feira.
Comentários